Em dieta


Uma pequena pausa para temas polêmicos e babfafás envolvendo árabes e Islã.

Hoje queria falar de algo muito importante, que é nossa saúde. Eu nunca fui muito ligada em me cuidar, sempre fui maior que a média, alguns anos magra mas grandona, outros gordinha mas bonitinha.

Mas aí casei, fui pro Egito e me esbaldei em porcariada. Passei a comer frituras todo dia, adquiri uma preguiça enorme por qualquer exercício e ganhei ums belos quilinhos por lá. Imagina tomar café da manhã com pão árabe recheado de batata frita?? Pois é, isso existe lá. Fora os bolinhos de falafel fritos, a fattah cheia de manteiga, o Omo Ali recheado de nata. Chazinho? Só se fosse com konefa, aquele docinho árabe que aqui chamam de ninho de nozes. Eu comprava meio quilo de uma vez só, quando estava no Egito.

Voltei para o Brasil, ohh saudade da comida daqui. É bife, churrasco, pudim de doce de leite e tudo o mais. Ainda quebrei o pé para ajudar – como já contei – e engordei mais ainda.

Só sei que comecei 2009 bem pesada. 30 quilos acima do que seria meu peso normal. Olho no espelho e não vejo tanta diferença, mas toda vez que vejo uma foto nova minha odeio. Sempre gostei de aparecer em fotos, porque agora parece que sempre saio mal nas fotos? Não é que saio mal, eu ESTOU mal.

Não consigo andar um quarteirão sem ficar cansada, vejo o povo correndo fazendo exercício e me pergunto como eles conseguem ficar 10 segundos naquele ritmo. Na hora de sair, não fico pensando nas coisas legais que vou ver, mas aonde eu vou para COMER. Comprar roupas é uma tortura, por causa da religião só uso roupas largas, mas hoje até os números GG das lojas ficam justos em mim. Achava que o problema era das confecções, tentando fingir que a culpa não era minha.

Não é nada fácil fazer um post falando disso. Porque as pessoas gordinhas também são muito estigmatizadas. Acham que comemos demais por pura preguiça, que não temos força de vontade. Mas não é bem assim. Acho que é um problema psicológico ou dependência, como fumar. Comer me dá prazer, e sem esse prazer parece que o dia não tem graça.

Agora, porque resolvi mudar? Achava que ser gordinha não tinha nada demais, meu marido não liga mesmo e nem devo nada a ninguém. Porém, com apenas 25 anos, vi uma escalada de problemas de saúde aparecerem na minha vida. Não só o joelho dói demais e não pode mais ficar dobrado por muito tempo, mas não consigo nem mesmo agachar para pegar algo no chão.  O intestino não funciona mais bem, o estômago dói sempre, sinto calor demais.

Exames apontaram problemas de fígado e inflamação no intestino. Isso apareceu de repente? Claro que não. Durante dois anos deixei totalmente de lado o cuidado com a alimentação e pouco a pouco fui ficando doente.

Gordura é doença, precisei acordar já com muitos problemas. Você pode acordar antes de sofrer com isso, se também for uma compulsiva por comida. É preciso encontrar prazer em outras coisas, decidir que a mudança terá de vir a qualquer custo. Vá ao médico e pegue sua dieta, começe o quanto antes, pois esperar tanto como eu esperei só faz o problema ser muito mais difícil de resolver. Não é por estética nem por busca de padrões, apenas por saúde, pois ficar doente é muito chato.

E assim começo a semana, firme na dieta e nos propósitos! Já perdi 600 gramas na primeira semana, um pequeno passo para uma longa caminhada, mas pelo menos comecei a percorrer este trajeto.

E adeus, falafel!! Vou sentir sua falta, mas prefiro comer maçã e queijo light do que morrer por você.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em março 23, 2009, em No Brasil e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 11 Comentários.

  1. Amiga.Sou compulsiva como você.Hji me equilibro, mas na infância pesei 76 quilos tendo 1,58 de altura e sendo criança.Foi difícil. muito difícil, mas tive que entrar em uma depressão pra acordar.Hji me cuido muito, adorei ler o que você escreveu,pois tive os mesmíssimos sintomas e outros agravantes mais devido a idade que eu tinha.Hoje peso 56 quilos com 1,65 de altura, perdi alguns cm pela obesidade infantil atrapalhou meu crescimento.Mas hoje estou super bem, não foi fácil, nada fácil no início, mas depois que eu me determinei naquilo venci barreiras que hji qndo olho pra trás tenho muito orgulho de mim.

    Agora linda, força na peruca! Estou aqui na torcida de coração.E bora trocar esse vício de comer, por arrumar armários como eu hehehehe
    Ou caminhar, viver com o pé na rua hihihi

    Vai dar tudo certo, e passo a passo tu vai ver que vai chegar lá e ainda vai rir muito disso.
    É um hábito novo pra vida, uma adaptação um novo costume.
    E 600 g em uma semana, parabens você está indo super bem, agora é perssistir.

    Beijos e óh Você consegui.

  2. Aiiiiiiiiiii sei bem de tudo isso, pois sou gordinha desde que nasci! Tive períodos (um ano) de um ser magro aos 16 anos! E, desde então luto contra a balança sempre. Já fiz de tudoooooo que se pode imaginar e que seja possível, mas estou gorda de novo … hehehe
    Força cupida!!! Tô aqui na torcida. Se tu conseguir sigo teu exemplo!!!!

    bjkasssssssss

  3. Hehe…a luta das mulheres é sempre esta. Muitas vezes justa, outras tantas vezes é apenas paranóia e tentar chegar a um estereótipo magro que a sociedade nos tenta impor.
    Ora, eu adoro comida, filha de brasileira e de português, junto numa só mesa as melhores coisas de cada país. E é bom. Mas mau ao mesmo tempo! Tenho muito apetite e não sou nada caprichosa, por isso gosto de quase tudo, há apenas um ou dois alimentos que não aprecio muito. Se isso é bom por um lado…por outro é um pesadelo porque tudo me serve…lololol
    Segundo o meu médico tenho que perder uns 20kg, para ficar uma pessoa saudável, sem ficar magra. Ando a ver se ganho força de vontade…pois a motivação é 50% do trabalho.
    Desejo-te, não sorte, mas MOTIVAÇÃO!!!
    Mais do que vaidade, a saúde é um bem inestimável, que tem que ser preservado, por isso…muita força. Com calma, persistência e tranquilidade tudo se consegue. Beijinhos

  4. Preciso comentar essa! Compreendo muito bem esse problema, sempre fui acima do meu peso ‘ideal’ e eis que recentemente resolvi mudar de vida! Só com a dieta já se foram mais de 10 kilos desde meados de janeiro e como minha vida melhorou! Meu joelho já não doí horrores toda vez que ando um pouco mais do que o normal! Sem contar minha autoestima esta muito melhor! Estou mais produtiva e feliz, não quero ficar magrela, tipo modelo, mas estou adorando o resultado! Espero que você consiga antingir seu objetivo!

    Bjus

  5. OI Marina.. poxa amiga num sabia que vc estava passando por isso, fui ao médico hj e tb ganhei uma dieta de presente
    num pelo peso pq estou com 57 e tenho 1,66 (mas quero perder uns 3 kg) mas pela gastrite :S
    tem que se cuidar
    forçaaaaaaaaaaaaaaaaaa
    se vicie em exerciciossssssss
    pra mim num sobrou nada, tudo sem tempero, sem leite, sem vinagre, sem açucar.. sei la o que vou comer, acho q grama.. ahehhehehe

  6. Oi Marina, também estou no mesmo barco… Morando há 5 meses aqui na Espanha e morrendo de saudades da família, só com chocolate e sorvte todo dia. Comecei a fazer a dieta dos pontos, que não priva nada, só nos ensina diminuir as porções, estou conseguindo emagrecer. Força na peruca!! Beijos!!

  7. É assim que se fala Marina! Parabéns pela sua força de vontade e pelos 600g perdidos já!

    Bjinhos

  8. Estou torcendo muito por você. E sei que corajosa e guerreira como é vai conseguir mais esta vitória.
    É muito importante o que disse: Emagrecer é uma questão de saúde. Mas é tanto física quanto psicologica também. Somos pessoas inteiras e tem que estar funcionando tudo. Eu mesmo tenho ficado muito estressada e com isto como bastante. Fugindo na comida de um problema, acabo com isto arrumando outro mais grave. Estou com pré diabetes e como a diabetes é uma doença sistemica pode gerar outros problemas., o que não é bom.
    Mas a satisfação de ir comprar uma roupa que goste e sirva também é muito boa. Faz parte da natureza também e não é pecado. Se até as aves e animais se aprumam. Por que não nós que fomos criados a imagem e semelhança de Deus, não é? Mas sem falsos estereótipos (magreza demais também não é saudável)
    Mas é isto ai: Força total!!

  9. Força, Marina! 🙂
    Não tenho escrito muito por aqui, apesar de acompanhar seu blog quase religiosamente. Enfrento uma briga com a balança desde muito tempo, aquele maldito efeito sanfona. No meu caso, percebi que tem muito a ver com o emocional, mas independente da causa, em geral todos os sobrepesos trazem uma bagagem a mais de outras doenças… Já fiz muitos tipos de dietas, das mais esquisitas, que restringiam totalmente certos grupos alimentícios, àquelas que apenas restringiam a quantidade. Em janeiro desse ano completei 1 ano sem comer chocolate. Ora, eu, uma compulsiva por chocolate, ficar 1 ano sem comer?! Quase um milagre! 😀 Aprendi que restrição total dá pra fazer, sim, mas que não é saudável, tampouco é um plano que deve ser feito a longo prazo. Vai fazendo umas mudanças aos poucos, eleja uns dias em que você pode comer algo diferente e não se desespere pra encontrar resultados imediatamente. A ansiedade é uma inimiga e perseverança é a palavra-chave. Aposto que vai conseguir. 🙂
    Abraços!

  10. olá Marina
    como eu a entendo, regressei agora de 3 semanas no Egipto e trago 2 kilos a mais comigo.
    A comida é fantástica, e todos me convidavam para jantar, o prato tinha de ficar vazio senão…
    sabe como é!
    Adorei Alexandria, a cor daquele mar é linda.
    Agora vou começar a minha dieta, estamos quase no verão…
    Beijo grande
    Cris (Portugal)

  11. obrigada por todo apoiooooo!!! estou precisando, pq não é uma luta de um mês, mas de muito tempo!!

    agora é eliminar a ansiedade e ter força de vontade, como vcs disseram!

    beijosss

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: