Egípcia no Brasil


Segunda feira estava muito quente. Ontem choveu, deu trovoada e bateu um ventinho mais frio. No final da noite nem estava mais tão frio ainda e hoje já vejo o sol. A mama egípcia achou o tempo aqui muito maluco. Nunca viu chuva com calor antes.

Fomos no shopping sozinhas. Fiz ela comer pão de queijo. Como fui num lugar bom ninguém ficou olhando ou falando algo do hijab dela. Só uma mulher estranha que ficou uma hora olhando mil vezes para trás e chegou a apontar, para mostrar para o marido. Mas parecia que ela queria falar alguma coisa para a gente, só que o marido não deixou. O que será, né? Mama nem viu, ainda bem.

Achei ela muito desconfiada ao andar por aqui. Ficava olhando de um lado para o outro. Só relaxou quando sentamos pra tomar um café. Depois fui no supermercado comprar um chinelo. Mas ela não deixou porque as havaianas custavam R$ 30 (gente, como ficou caro esse chinelo, não era coisa de 10 reais?) o que em libras egípcias daria 90 LE.

– O que?? 90 LE por um chinelo para andar em casa?? Nãooooo!

Andando no shopping, ela falou alguma coisa em árabe quando viu um casal na nossa frente, e a mulher estava dando tapinhas na bunda do marido eheheeh Ela achou aquilo muito esquisito, mas levou na esportiva.

Andando nas ruas de carro, ela disse que São Paulo é igualzinho a Jeddah, cidade da Arábia Saudita que o outro filho mora. Mas como? Acho que Jeddah deve ser bem mais organizado que Sampa e beeem diferente ehehehe Mas ela ainda tá achando igual,  com muitas árvores na rua (ela ainda só conhece o bairro do Pacaembu ehehe) e prédios modernos. Ah, ela também comentou isso: os prédios em SP são muito altos! Ela também se surpreendeu ao ver uma menina andando de bicicleta e outras com roupa de ginástica bem justas e curtas correndo no corredor verde da avenida… 🙂

A adaptação está tranquila 😉

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em agosto 19, 2009, em No Brasil e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 19 Comentários.

  1. Salam Marina!!
    Eu ia brincar com vc, e acabei esquecendo. Pra voce leva-la, para comer pão de queijo..hehe…
    Leu meus pensamentos..hehe
    Mande lembranças pra Umm Mohamad…
    Fiquem com Deus.

  2. ahhhhhhhhhhhhhhhhhyyyyyyyyy to amando!
    conte maissss

  3. Acho q a palavra não é exatamente “desconfiada” rsrsrrs…. tudo é novidade pra ela né… vixe, deve ser uma sensação bem diferente mesmo, um misto de alegria e curiosidade.
    Que bom q ela está levando na esportiva a adptação, desejo q a estada dela aqui no Brasil seja maravilhosa.

    Q o Ramadã seja muito feliz pra vcs.

    Abs

  4. Marina,

    Diga a ela que nos a conhecemos através de seu site e que a amamos como amamos vc querida.
    Beijos
    Giane

  5. Muito gostoso! 🙂

    Eu confesso que eu ficaria olhando bastante pra uma mulher de hijab. Não por achar uma coisa de outro mundo e blablablá, mas por achar muito bonito mesmo.

  6. Vichi!! Pois então venham a Fortaleza…
    kkkkkkkk kkkkkkkk

  7. Ei Marina!

    Bom ver você lá no blog, ainda mais dando uma grande contribuição. Talvez eu tenha me expressado mal em relação às mulheres do Afeganistão. É porque leio muito sobre elas, na barra lateral está até um livro sobre uma afegã chamado “Minha guerra particular”, que estou lendo no momento.

    Como sempre passo por aqui, já tinha até pegado a dica de ir ao blog indicado por você sobre mulheres no Islã.

    Talvez não tenho ficado claro e temos mania de generalizar, não é mesmo?

    Quando disse aquilo, quis dizer que não têm a mesma liberdade que nós que nos achamos tão modernas. Não saem com um aqui outro ali e têm a liberdade de sair de casa a qualquer momento sem envolver famílias nem costumes. Estamos numa cultura onde o casamento e namoro são tão líquidos que se disser: larguei meu namorado. Recebemos: fica tranquila, arruma outro rapidinho. Aproveita que está solteira para beijar bastante na boca!

    Então, minha intenção era dizer que se uma pessoa, com toda a decisão que temos, liberdade de colocar fio dental micro, detectamos que estamos com uma pessoa ciumenta, grosseira, esquentada, por que ficar ao seu lado? Já que casamento, na nossa cultura, Brasil, é tão volúvel. Mas acho que saiu meio torto para quem conhece a cultura a fundo como você, né?

    Enfim, era isso.

    Acho lindo a forma como a mulher é tratada no Islã e pelos afegãos. O casamento é algo sério e bonito e como em todas as culturas há os que valem muito e os que nada valem.

    Beijos e continue escrevendo seus posts tão interessantes!!!

  8. Ai que gostoso receber a sogra em casa, qu einveja (no bom sentido viu rsrs). Acho tão legal poder receber a família estrangeira em casa, espero que vcs se divirtam muito.
    Bjos

  9. 🙂 Adorando ler sobre a adaptacao da mama Egipcia!!!! Gostaria de conhece-la!!!!

  10. Marina, que lugar maravilhoso é esse q vc foi com a Mama de hijab e ninguém ficou olhando??? Ah, vou parecer uma baiana besta agora, mas Sampa é de fudê , vou morar aí sim heheheheeh 😉

    Vixi, Havaianas caras mesmo. Devem ser aquelas com a bandeirinha do Brasil. Mas tem as de 10 reais, são aquelas branca/azul ou branca/preta, de peão mesmo !!! Eu amo Havaianas, tenho de varias cores, e como eu e meu filho calçamos 37, nós 2 compramos juntos… mas aqui é 20 reais no máximo!

    Que bom q a mama tá se adaptando! Animadas p Ramadam?

    Bj!

  11. No Bergamais dá para comprar por R$ 15,00….Você fica levando ela em lugares chique né? Amanhã vou leva-la no Ceasa…vamos comprar flores!!!
    Vejo muitas mulheres muçulmanas em SP. E olhar, todo mundo olha para qualquer coisa. Não sei qual o problema. Tenho um marido deficiente físico. Todo mundo olha. Acho uma grande bobagem e um medo bobo este. Tudo que é diferente será olhado. Será percebido. Isto não significa preconceito, medo ou sei lá o quê.
    Se vamos numa loja e olhamos a vitrine, o que nos chama diferente? O que for diferente.
    Na rua está todo mundo de camiseta e jeans. Vem alguem bem arrumado, cheiroso, todos olham. Vem de Hijab, todos olham, vem de bengala, olham.
    Posso ter uma visão romantica do mundo, mas é assim que vejo. E olhar não significa critica. Todo mundo quer ser único, mas não quer ser percebido. Daria uma boa tese em psicologia.

    • Realmente, agora a senhora disse tudo!!!!!!!!!!!!

      Muitas vezes não é preconceito não… é só curiosidade, ou por ter visto raríssimas vezes ou por nunca ter visto.

      E essa frase do final então : “todo mundo quer ser único, mas não quer ser percebido”

      UAU, virei sua fã!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

      Um grande abraço.

  12. Bom dia Senhora Ana Filomena!!
    A senhora é a mãe da Marina, né?? 🙂
    Gostaria apenas de elogia-la, com relação aos seus comentarios.
    A senhora está certa, olhar todo mundo olha(e comenta), seja para o muçulmano,p/ o judeu,p/ o evangélico, o negro, o branco,o deficiente fisico ou mental, o carro novo do momento, o carro “velho”, o belo, o feio. Tb concordo com a senhora, nao dá pra ficar se incomodando, com olhares, comentarios. Até pq, nos tb fazemos isso em algum momento de nossas vidas. E dependendo do nosso momento, fazemos isso muitas e muitas vezes.
    E com todo o respeito Senhora Ana, nao acho visao romantica nao…rsrs. Vejo sim realismo puro, somos diferentes, a vida é assim. Meu pai falava o portugues bem errado, tinha um sotaque fortissimo, as pessoas comentavam. Ele nunca ficou se incomodando, nem eu, ou minha mae, meu irmao. Meu marido, tem cabelo beeeemmm grisalho, todos brincam, fazem piadas, nao pra se incomodar por tudo…
    Volto a frisar, somo diferentes: cultura, educação, habitos alimentares, países, gerações, religiao, modo de se viver, etnias…
    E concordo plenamente, olhar nao significa necessariamente critica. É apenas o diferente. 🙂
    E se for uma critica, paciência. A vida irá seguir, com criticas ou nao.
    Espero q a senhora e sogra de sua filha, comprem lindas flores no Ceasa!!
    Fiquem com Deus.

  13. O que disser depois que todas ai em cima disseram? Cada uma expressou um pouco da minha opinião :).
    Marina que a Mama se sinta em casa aqui na nossa terrinha ( o transito pelo menos parece igual né! rsrsr).
    Bjos e um otimo ramadã pra vcs.

    ps: Leve ela apra conhecer o Ibirapuera e a Paulista são cntinhos se Sampa que gosto mto 😉

  14. Que lindo o que a tua mama do Brasil escreveu!

  15. Leva a mama no mercado municipal,compra frutas no palito enqto ela passeia por aquele lugar maravilhoso e come bolinho de bacalhau aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii q saudades de SP.

  16. ola Marina
    to achando graca das coisas da Nosa, gostaria de estar com vcs ai pra ver a carinha dela, rs……….
    Mas a gente tbem quando chega aqui, fica com a carinha assustada, e vendo tudo diferente
    Ela olhar um casal, e a mulher passar a mao no bum bum dele, pra ela deve ter sido o mesmo chque que eu levei aqui ao ver a 1 mulher vestida de preto e somente os olhos de fora, rs….
    Cada cultura com sua beleza e sua peculiaridade
    Abracos a Nosa e desejo que ela ame meu pais, assim como eu amo o dela
    Salam aleikom !!!

  17. assalamu alaikum, sua mama Egípcia deve ser uma fofa! Seu blog sempre muito bom e divertido! Bjs, Ramadan Karim!

  18. A senhora esta certissima,olhar nao siginifa preconceito.
    Acho mesmo e que tem muita gente que tem mania de perseguicao e nao quero falar de ninguem pq so Allah sabe o que esta no coracao de cada um,mas tem muita gente que esta se ocnvertendo ao Islam por modismo,por achar bonito usar lenco e acredite se quiser muita mulheres tem a ideia errada que serao submissas ao marido e sao atraidas por isso. Isso me preocupa muito,mas enfim,esta nas maos de Deus.
    Sao Paulo e uma salada de nacoes e estamos acostumados a ver de tudo,mae de santo dando consula no viaduto do cha,Hare Krishna vendendo incenso na avenida Paulista,evangelica com perna cabeluda, judeu de cachiinhos, arautos do evangelho andando com roupas medievais no largo Sao Bento e a parada gay….ninguem estranha em ver uma mulher idosa usando Hijab nas ruas de Sao paulo. Em Sampa e estranho estranhar!!!!

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: