Você me aconselha a casar com um egípcio?


A pergunta deste título já é absurda por si só. Primeiro, casamento é algo tão pessoal e se vc precisa de uma opinião de fora sobre algo tão abstrato é porque ainda tem muito o que conhecer a pessoa com quem quer se envolver. Mas por incrível que pareça, já me fizeram esta pergunta e outras variações dela várias vezes.

A resposta é simples, feita com outra pergunta: como é que eu vou saber? Nem conheço a pessoa. Como já disse tantas outras vezes, egípcio não é feito em forma de bolo, todos com o mesmo caráter, religiosidade e personalidade. São pessoas de carne e osso, como eu e você. Como todo o resto das pessoas do mundo, são diferentes entre si. Acho ingenuidade achar que só porque alguém é de um país determinado, aquilo vai dizer se a pessoa é boa ou ruim.

Mas, de forma bem generalizada mesmo, algumas coisas são meio comuns por lá, como sempre comentamos, eles respeitam muito a família, obedecem os pais, querem se casar e ter filhos (isso não significa que querem uma paixão ou são românticos, muito pelo contrário). Então, não ache que vc vive um conto de fada só porque um egípcio te pediu em casamento pela internet, ou em uma semana falou BAHEBAK. Isso é o mais comum por lá.

Eu acho que relacionamentos são muito mais do que palavras. São as atitudes que realmente vão te provar algo, se é isso que você busca. Não adianta me perguntar ou a qualquer outra pessoa se o tal “habibi” é legal ou é honesto. Não dá pra saber, tudo na internet parte do princípio da adivinhação.

Aí vc vem e me pergunta: ” Mas Marina, como é então que você sabia que seu marido é bom, vc não teve medo?” Medo não tive. Fiz uma opção difícil para buscar felicidade e segui com ela até as últimas consequências. Agora se eu sabia que ia dar certo? Jamais… apesar de meu coração dizer que sim e da relação com ele ser muito transparente online, na vida real a história realmente é outra. A convivência então, nem se fale. Existe divórcio de gente que namora 10 anos, certo? Pois são as coisas do dia a dia que valem. Nenhum mentira sobrevive ao dividir a cama com uma pessoa, ao ver como o outro reage às coisas da vida. Até que ponto seu companheiro se doa para a relação? Ele é egoísta, mesquinho, brigão, mandão? Pode ser também amoroso, fraco, gentil, calmo, tranquilo até demais. As pessoas podem ter infinitas combinações de personalidade e para mim, é só no cotidiano que descobrimos a receita completa do caráter de alguém. Um gesto simples, como fazer um chá para vc, ou te pegar de surpresa com um abraço. Recolher um papel que caiu no chão, pedir sua opinião, perguntar se vc está bem. Isso vale mais do que um “bahebak” dito mil vezes.

Existem coisas na internet que podem ajudar, como estudar muito. Não fique com preguiça, se vc quer alguém do outro lado do mundo, entenda bem o contexto que ele vive, não busque só experiências pessoais de outras pessoas, eu vivi algo completamente diferente que outras amigas. Cada uma conhece um Egito diferente, um egípcio diferente. Leia reportagens sobre o país, veja sites sobre Islam, visite uma mesquita antes de dizer que se converte e acha lindo usar véu. Use a cabeça, não só o coração. Blogs como o meu ajudam, mas são só uma versão dos fatos. E você poderá conhecer milhares de versões sobre tudo, ainda mais quando se trata de amor, coisas intangíveis. E egípcios? Alguns são maravilhosos sim, a gente sempre encontra pessoas maravilhosas em todos os lugares. Mais definí-los por um todo é ser superficial.

Se você pensar do lado prático, casar com alguém de outra cultura e que mora do outro lado do mundo não é algo muito vantajoso. Pense que terá sempre uma família dividida, aqui e lá. Pense que tem coisas que ele vai fazer e você simplesmente vai achar absurda, e ele o mesmo de você. Só pra vcs se conhecerem, um ou outro vai ter que desenbolsar uns 2 mil dólares. Pode ser que vc chegue lá e ele tenha bafo. Ou que ele te veja e te ache velha demais para o que viu nas fotos e passe os dias te enrolando pra dizer isso e no final não casar. Acontece ué, é o risco.

Então, antes de pedir opinião sobre algo que só implica na sua vida, nas suas escolhas, pense bem se vc está disposta a correr os riscos e a fazer a coisa acontecer. Eu, isso minha opinião, não acredito em relacionamentos online de meses a fio, ou até anos. Isso não é prova de nada. Ficar batendo papo na internet não vai te dar garantia nunca de nada. Conheça a família dele, entenda se culturalmente lá se vc é aceita. Não se humilhe jamais para ninguém, se um dia alguém te pedir dinheiro, saia correndo.

Se ele alega que a família não te aceita, seja dura e pergunte logo no começo se ele vai ser contra a família ou te enrolar. Se ele diz que vai ficara com vc, tenha um plano concreto de quando e como isso vai acontecer. O mesmo vale para as brasileiras. Não fique só de namoro com alguém que coloca uma expectativa grande em cima de vc. Se o seu egípcio é sério, não brinque com os sentimentos da pessoa nem fique nessa de fazer “test drive” antes. Porque isso só machuca os dois e será, muitas vezes, uma grande perca de tempo.

Mas conselhos são só conselhos. Você pode escolher não dar ouvidos a nada e fazer só o que acha certo para vc. E quem pode te criticar? Ninguém, afinal a vida é sua. No final das contas, só você sabe o que passa na sua cabeça quando, ao deitar, coloca a cabeça sobre o travesseiro e vê o filme de seus dias passando. Só nós mesmos conhecemos o que temos de pior e melhor. Todos nós temos nossos segredos, nossos sonhos e maldades. Só eu sei o preço que posso pagar por um desejo.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em novembro 18, 2009, em No Brasil, No Egito e marcado como , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 17 Comentários.

  1. Oi, minha linda! =)

    Muitas meninas me mandam e-mails pedindo ajuda a respeito disso. Como estou aqui na Índia, me oferece pra ligar e encontrar pessoalmente com os ditos cujos, me esforço pra ver… ás vezes vejo uma realidade nada agradável, mas não posso impor minha opinião nem dizer nada além de fatos. Eu digo tudo o que aconteceu, o que foi dito e que cada uma tire as conclusões.

    É difícil, se eu pudesse ajudaria 100%, mas não tem como e nem quero me responsabilizar por qualquer decisão tomada pelas garotas.

    Assim como você eu realmente arrisquei, me joguei, sem ter tempo de namoro online nem nada. Fui chamada de louca, incosequente, mas não me importei. Hoje estou muito feliz com meu marido e tenho certeza que isso é pra sempre. Porém só aqui conheci vários aspectos da personalidade dele, assim como ele da minha. Essa é parte mais delicada, mas graças a Deus que tudo se saiu perfeitamente.

    Admiro teus posts e você, já disse milhares de vezes 😀

    Mil beijões!

  2. Vou responder a pergunta como li outro dia.
    Se você pergunta é porque nem mesmo você acha bom.
    Casamento é casamento.
    Seja ele ou ela de que nacionalidade for.
    Estrangeiros são piores ainda, porque nos deparamos com questões que nunca tínhamos pensado na vida. Como o simples fato de usar o cabelo solto, uma camiseta, um vestido…enfim tudo é tão complicado.
    Tem ainda a questão familiar que na verdade acho que vem em primeiro lugar.
    Família é um pedaço da gente, nossa constituição na verdade. Você seria capaz de virar as costas a isto?
    Na verdade não é se ele é egípcio, turco, japonês.
    É se ele é um homem digno, respeitoso, de princípios.
    Como você vai saber isto?
    Só quando se conhecerem e as famílias também.
    Igualzinho acontece aqui no Brasil.
    Pessoas de má índole encontramos em qualquer lugar, no trabalho, na família quem dirá na internet.
    Não não sou contra!
    Só me pergunto até onde nós mulheres, que vivemos sonhando com o príncipe encantado estamos preparadas e maduras o suficiente para passar ilesas por esse fenômeno que a internet vem propiciando, que é trazer uma pessoa lá do outro lado do mundo para dentro da sua casa.
    Mas tenha cuidado!
    Visitas são visitas, estude-as primeiro!

  3. Ai, menina!! Arrasou… no bom sentido.
    Só uma pamonha para não entender qdo voce fala. Sua autencidade só me fez bem. Sou super grata e acabei fãzona sua. bjs

  4. Tu aconselhas-me a casar com um tunisino??
    lolololololololol

    Olha, eu também não gosto de namoros pela internet longos…mas parece que o serviço de vistos da embaixada não concorda comigo!!! lolololol

  5. caraca! sempre ouço o mesmo, vou comrpar uma bola de cristal, ou montar uma consultoria

  6. Concordo 100%!

    E tbm já escutei a mesma pergunta, só que com indiano.

    Ora essa, se a mulher q é quem tá namorando o cara, não sabe se deve casar, eu é q vou saber???? =P

  7. Adorei o post!!!!!!
    mas as vezes é tao dificil pensar com a cabeca e deixar o coracao de lado….. porem acho que é o certo!!!
    Beijos Marina!!!!!

  8. olá amiga,

    Parabéns pelo post, eu realmente adorei! você esta completamente correta, muitas pessoas se iludem facil, as vezes isso pode ser encarado como fraqueza ou no minimo carencia. Estou namorando a quase um mês a distancia com um indiano muito gentil, isso realmente dói muito, apenas sentir e nao poder tocar. Você me deixou pensando, em todos os prós e contras, desejar e não poder ter, palavras que são adoravelmente aceitas mas que infelizmente não podem passar disso e nenhum tipo de certeza. O que realmente vale a pena? talvez eu esteja perdendo tempo, almejando o que não sei se um dia será real para mim, nos prendendo um ao outro em uma conexão sem nada mais que incerteza sobre o futuro. Acredito que muitas garotas como eu se encantam espontaneamente com doces palavras, nos conformamos com o “suficiente”, uma simples conversa pode nos garantir uma tarde inteira de bom humor. Situac,ão dificil e sem qualquer tipo de garantia…na maioria das vezes realmente não sabemos o que fazer e admirar um lindo relacionamento que deu certo, parece ser a unica coisa a fazer.

    Adoro seu site! seus posts! suas dicas! obg por nos orientar, mesmo que indiretamente, ok?! 🙂 super beijos.

  9. P.S. concordo com a amiga sheila acima, realmente apesar de todas as duvidas plausiveis que uma pessoa possa ter, não da para pedir opinião em relac,ão ao casamento, isso é muit sério, idependente de lingua, pais ou religiao!! é uma decisão que diz respeito apenas ao casal.

  10. Tudo muito complicado…….. principalmente com coisas tão pessoais, penso que esse tipo de relação é destinada a um tipo de mulher, as que de frente com alguma situação dessas sabem o que fazer e não vão ficar perguntando a uma pessoa estranha sobre o que fazer sobre outra pessoa que n conhece.
    Temos que entender, com eles ( pakis, indians, egipicios, arabes… etc.) é normal o ato de se dizer que se ama é como para nós um te adoro. E por experiencia própria caimos direitinho, pois nós brasileiras estamos cansadas de tanta canalhice e só de ouvir um I love you, quero me casar com você ficamos montando castelos de areias….. do deseto”….. que se mudam com a velocidade do vento” se é que vcs me entendem.
    Se vcs derem uma lida em meu blog vão saber como isso só me deixou apaixonada em pouco tempo, confusa com os acontecimentos,e decepcionada com a falta de maturidade com que ele tratou nosso relacionamento quando percebeu pelas dificuldades que iriamos passar, simplesmente foi medrozo e fraco. Agora ele optou por desaparecer de tempos em tempos, e eu com passar dos sumiços fui me vacinando, hj ele está a quase uma semana sem dar o ar da graça ,me mandou um msg fria que estava fora, n me perguntou se eu estava bem nem nda….

    Concluindo……. seja esperta ,desde quando dizer Eu te amo em algumas semanas é garantia de verdade e felicidade?

    Marina…….. sábias palavras…

  11. Pode ser que vc chegue lá e ele tenha bafo ……….KKKKKKKKKKKKK …. A-D-O-R-E-I!!!!

    Irmã vc escreve bem demaaaiiiiss!!! Leio um monte de gente escrevendo aqui que é sua fã e tals … com razão!!! Sério mesmo!!!!

    Nossa … sempre passo por aqui … nem sempre deixo mensagem mas sempre acompanho as postagens!!!!

    Mandou muito bem em tudo que escreveu!!!

    BJÃOZASSO!

  12. As vezes as pessoas acham q relacionamento pode ser como bolo, que vc segue a receita e sai tudo certinho, e olha q nem o bolo sai certo todas as vezes, quem dirá achar q um relacionamento será igual ao outro, talvez pensem q egipcios sejam como marca de roupa, que vc conhece e confia então a qualidade será sempre a mesma.
    sem chances, relacionamento é relacionamento e nunca serão iguais, hj em dia tento não falar muito sobre o meu, pois o q querem saber é se será assim como o meu ou como de outras, realmente ninguém sabe, basta saber se terás coragem para enfrentar o mundo lá fora ou não, saber se vale a pena ou não, daí pra frente é só com a aventureira 😀
    beijinhos, adorei o post!

  13. Oi Marina querida ! esse post me ajudou muito tenho um amor on line no E gito,e decidimos que por hora é melhor ele vir para o Brasil ! mas amiga não sei nem por onde começar nem o que fazer voce poderia me orientar como devo proceder porque queremos que ele venha para casarmos aqui e vamos ficar por aqui uns dois tres anos e voltar para o Egito se puder me ajudar ,por favor ,eu agradeço estou zerada?…….bjinn

    • Oi querida, obrigada pelo comentrio… mas que ajuda vc quer? Ele tem que tirar o visto, depois vcs casam aqui, isso vc tem que buscar oficiais no cartrio da sua cidade, na PF… pesquisar a soluo dos seus problemas, mas pesquise nos locais oficiais, ficar perguntando pra quem fez isso ou aquilo s pode te atrapalhar, pois a documentao varia de lugar pra lugar. bjs

  14. karen d agostinho Amorim

    bem meu nome é karen amorim, quero perguntar uma coisa sobre um egipicio, porque que ele insiste tanto em fazer sexo pela webcam? e diz que vai casar comigo e diz que eu sou seu primeiro amor como posso acreditar nisso? ele está mentido estou certa ou não?

  15. Isto está acontecendo comigo devido perder a senha do Face deixamos de nos falar, aí um belo dia encontro um amigo dele e diz que ele sente minha falta nossa! Eu quase morri! E o amo até hj tenho o nome dele tatuado em Árabe!!!

  16. Já faz seis messes que conheci um egípcio online no inicio ele me contou uma parte da sua vida pessoal tal como vida financeira,e nunca falou de sua família, nos dois somos bem adultos eu 48 ele 50 anos, eu estou gostando muito dele mas ele e muito fechado a esse respeito só me chama de love e gosta muito de enviar figuras apaixonadas, quando perguntei porque não me responde escrito ele disse que porque sabe pouco inglês, também disse que vem ao Brasil para me ver mas não disse quando e demonstra muito respeito por mim.Gostaria de saber se pode ter futuro essa relação, se pode estar mentindo ou não, gostaria de ouvir a sua opinião, BEIJOS

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: