Egito é um grude na minha vida


Já mudei o blog de nome, postei outros assuntos, mas não tem jeito, o Egito e essa coisa de amor das arábias é um grude na minha vida! ahahah Até meu nome se ponho no Google grudou nisso aqui, apesar de eu ter já tentado apagar vários registros…

Só pelas perguntas que recebi, já saquei que boa parte das minhas visitantes continua morrendo de vontade de saber todos os mil detalhes de ser esposa de um egípcio. Acho que é bem legal essa troca que temos, eu adoro contar minha história e compartilhar, mas minha vida não é só isso também.

Eu sou uma pessoa normal, meu marido é totalmente normalíssimo e não tem nada de encantado ou fantástico no Egito, minha gente!!! É um país diferente sim, com outra cultura e religião, mas isso não faz dele príncipes ou algo diferente….

Parem de acreditar que egípcio é homem diferente de brasileiro. Eles sabem o que é beijar na boca, ver mulher pelada e beber álcool. Assim como no Brasil tem maconheiro, lá tem quem fume haxixe e por aí vai. Vamos parar de acreditar no mundo cor de rosa fantástico do outro planeta. Egípcio não anda em camelo, nem usa turbante. Eles assistem TV, viu? Os clipes de música lá tem mulheres tão peladas quanto as do É o Tchan!! O trânsito lá tem mais carros que o de SP, se eles falam com vc na internet é pq tem acesso às mesmas coisas que vc tem no Brasil, inclusive pornografia online!!

Então vamos ser mais racionais e parar de perguntar sobre intimidades, achar que eles são tudo bobinhos, porque não são, desculpa falar a verdade. E eles fingem, viu? Assim como no Brasil temos nossos exemplos de meninas saidinhas, no Egito também tem, a diferença é que elas só disfarçam um pouquinho mais, tá? Então não ache que vc é a primeira mocinha que seu habibi tá conversando na vida dele… Vamos acabar com a ilusão!!

Uma das coisas que mais irrita meu marido no Brasil como estrangeiro é fazerem perguntas absurdas para ele. A gente não reclama q os americanos dizem que brasileiros moram na selva, que temos macacos na rua? Então, mesma coisa é a gente pagando mico aqui perguntando se egípcio mora no deserto, se eles bebem coca cola… ou até coisas simples, se usam supermercado, se vão no cinema…. Não estou falando isso pra ser chata com ninguém, vcs são minhas amigas e parceiras aqui, mas só estou escrevendo isso como um grito para vcs deixaram a ilusão e também refletirem mais sobre o que querem para vida de vcs… Egito não salva a vida de ninguém, nem muda nada. Os nosso sonhos e desejos estão dentro da gente, não importa o lugar.  Podem fazer as perguntas que quiserem, mas também vamos ter mais um pouco de noção.

Mundo fantástico não existe, com a globalização que a gente vive, pode ter certeza que os egípcios têm muito mais coisas parecidas com vc do que diferentes.

Uma vez, meu marido estava na av. Paulista com um amigo americano dele, dois gringos passeando, e foram num centro de ajuda ao turista que tem lá. Sabe o que o cara falou pra ele?

– Wow, você é do Egito!! Deve estar impressionado, né?

– Com o quê? Não entendi – respondeu Musta.

– Ah, com os carros, tem muitos carros aqui no Brasil, né?

– Afffffffffffffffffffffff… – saiu andando, já cansou dessas coisas.

Outro exemplo é esta pergunta que me enviaram, vou copiar aqui pra vcs entenderem. O relacionamento, o casamento, tem de ser baseado no respeito e amor, cultura e religião não tem nada a ver com isso.  E gente, televisão no Egito é igual do Brasil, tem as mesmas porcarias.

Você nunca sentiu ciúmes do modo como as brasileiras se vestem, das mulheres peladas na televisão, em relação ao seu marido ver e tudo mais?

Não… acho que respeito ao parceiro vem do caráter, não da ocasião. Um homem pode mto bem mexer tb com uma mulher toda vestida, de hijab, etc…
Não tivemos este tipo de problema aqui, nem preconceito, afinal, não podemos decidir nada por ninguém, só por nos mesmos, e isso inclui a forma de nos vestir.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em dezembro 17, 2009, em No Brasil e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Posts como esse servem para mostrar que nós, brasileiras, é que não estamos tão bem informadas assim…

    Quando idealizamos demais uma coisa ou pessoa, a tendência é sempre a decepção… mas a culpa não é apenas do objeto ou ser idealizado, é uns 80% nossa…

    Aproveitem o post para refletir garotas 🙂

  2. Eu concordo plenamente com o que a Marina diz nesse texto realmente é um pouco disso. Como já disse em outros topicos eu conheco um egipcio, conversamos sobre tudo, ele tem uma vida normal, escuta as mesmas musicas que escutamos (claro que nem todas, tambem nao vamos ver eles escutando eguinha pocoto nem creu, hauhauhauhua) faz ate umas coisinhas um tanto um pouco “erradas” inspiradas em filmes “veloses e Furiosos” e etc, ou seja coisas que tambem vemos muitos brasileiros ou de outra nacionalidade fazendo. como ele mesmo diz eu faco parte de um Egito “diferente” um pouco mais moderno. Ele e uma pessoa maravilhosa, culta,segue seus valores islamicos , me respeita e respeita minhas varias opnioes controversas a dele. Mais ele tem uma visão ampla, como Marina disse nao pensem que eles sao “tapados” pois essa é uma relidade puramente coberta de ilusão, eles sabem muito mais do que muitas pensam. Minha curiosidade maior, porque me expressei mal no ultimo topico, queria saber sobre as opçoes de lazer existentes no Egito. Exemplo: qd se vai no RJ, sabemos q temos opcoes de ir a praias, corcovado e baladas. E por lá quais as opções existentes?
    Bem Marina, a parabenizo mais uma vez pois seus textos são extremamente diretos e detalhistas, o que facilita para nos leitoras, pois acaba por esclarecer muitas duvidas e receios em apenas um texto. Obrigada pela ajuda mesmo que esta seja indiretamente! Bjus!!

    • Oi mariana, que bom que explicou tudo, eu j estava ficando preocupada!! eheheheh

      Ento, no Egito variam muitas as opes de lazer, conforme o $$$ como aqui, e a cidade. No Cairo eu sei que o pessoal tem mais opo, muitos restaurantes, shoppings, cinemas. Em Alexandria onde morei tambm tem tudo isso, muitos cafs gostosos e tranquilos. Tem praia pra ir em Alexandria, mas eu acho mto abarrotada e suja no vero. A melhor praia que fui em Alex foi em Agami, mas era um clube militar privado e por isso era tudo limpo e organizado. No nico dia que passei 6 october, uma espcie de condomnio, bairro sei l o que era aquilo, a praia foi a viso do inferno, de tanta sujeira, no dava nem pra tirar o sapato e sentir a areia…

      em compensao, a praia mais linda e paradisaca que vi na minha vida tb foi no Egito, em Matrouh…. no leste do pas tambm tem um dos balnerios mais famosos no mundo, Sharm el Sheik, vai gente do mundo todo mergulhar l no mar vermelho.

      Alexandria como toda cidade praiana, apesar de no ter areia e mais pedras, tem uma espcie de calado em quase toda a orla, vc pode andar, tomar sorvete, comer milho assado! essas coisinhas normais mesmo ehehehe Sentar na mureta e ficar olhando o mar…. E tem a biblioteca, sempre com atividades culturais. Muitos egipcios tb gostam de clubes, em Alexandria um dos mais famosos se chamava Sporting, como um clube daqui, tudo arrumado, bonito, piscinas bacanas, psita de corrida, etc…

      No Egito tb tem shows sempre, especialmente no vero um lugar chamado Marina tem muitas coisas…. eu no sou f desse lugar, acho que mto liberal pros meus padres e odeio molecada gritando, meninas se mostrando e garotos caando… parece como qualquer praia do Brasil, ento eu no curto, mas se vc quer algo igual aqui tb tem! ehehehe

      Acho que j d pra ter uma idia! bjs

  3. Ei, meu marido usa turbante! Hahahaha! 😀

    Marina, também recebo muitas perguntas absurdas, mas creio que a Índia seja mais generalizada do que o Egito nesses aspectos. Eu tento muito ajudar, mas muitas vezes me dá um desânimo…

  4. Acho vc supeeeer bacana e paciente, pois nem sei se aguentava certas “abobrinhas”!! O Musta deve viver uma pilha. Eu que vivo pra lá e pra cá no Brasil, já ouvi cadê uma…meu Deus do céu!!
    Tipo:
    – Vcs tem água encanada?
    – Lá tem pão? Ou vcs só comem tapioca?
    – Ah! Vc ñ mora lá, ñ. Vc é muito branca!!(hã!?)
    – Ainda se anda de jegué por lá? +++ essa foi f… deu vontade de responder “Desde q sua família saiu de lá, acabou esse tipo de locomoção!!” GRRRRRRRRRRRRRR

    Nem parece que td mundo tem TV. Aliás, temmmm!!! Mas somente para viver as historietas fajutas que “globalizam” a desinformação e alimentam o suposto intercâmbio cultural Brazilis & A, X, Y, Z…..

  5. Sabes Marina, quando vi o teu post dizendo desse site com as perguntas anónimas, imaginei logo que seriam esse o tipo de perguntas que te iriam fazer…e imagino as que não publicas, sobre sexo e coisas bem intimas.
    Sabes como é, não é mesmo, as pessoas tem muitas ideias erradas sobre as outras culturas…conhecem um caso e pensam que todos são assim. Generalizar é muito normal e natural…
    Acho que todos cometemos esse erro algumas vezes na vida….ainda bem que és tão paciente!!! hehehe

  6. Não entendo muito de blog , estou pesquisando sobre muçulmanos e brasileiras para poder entender um pouco o que tenho vivido ,não tenho com quem conversar ,se falamos em arabes o preconceito ja vem logo, tenho sofrido muito e escuto tanta coisas ruins se vc puder conversar comigo um pouco vou te ser muito grata , estou pensando em ir conhcer um amigo tunisiano ,mais ninguem me apoia ,dizem que o certo é ele vir para cá que se eu for será perigoso para mim, ele quer me ensinar o islã ,não entando nada da religião dele mais tenho tentado aprender ,so não entendo porque preciso aprender islã?e eu sendo amiga dele é normal ficar na casa dele ? hospedada junto com eles ? affffffffff tantas perguntas ,tantas duvidas ,tantos medos ,tem que diz que serei sequestrada lá e não poderei retornar ,eu sei são perguntas loucas ,tenho vivido isso ,por favor me ajude .

  7. Hahahaha Marina,

    eu choro de rir com esses posts…

    eu já ouvi cada uma ótima tb…dizer que eu vou ser sequestrada e ficar em um quartinho para o resto da minha vida então…ai ai…

    Mas eu tb já paguei mico…uma vez discretamente perguntei como ele conseguia ter 36 anos e ser solteiro…ele riu e me respondeu…”eu sou muçulmano, não sou santo…quer que eu te explique em detalhes?”

    Nossa, quase morri de vergonha…daí ele viu q eu tinha ficado morta de vergonha e disse tentando ser mais doce, que ele era gente igual a todo mundo e que não era o país ou a religião que o faziam diferente…

    Daí eu saí com outra pérola: “Mas isso não é errado na sua religião?” Ele quase caiu da cadeira de tanto rir… “É! Mas também não tem um monte de coisas que você não pode fazer na sua religião e faz?” AIIIIIIIIIIIIIIIIII!

    Que fora!!!! rsrsrs

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: