Os “foras” da mídia


Legenda da imagem no site do IG: Ativistas comemoram libertação no ônibus que os levou para a Jordânia (foto da AFP)

***

É complicado botar um jornalista dentro da uma redação para fazer legenda sobre algo que ele não tem a mínima noção, né? Para quem não sabe, levantar o dedo indicador assim é o mesmo que dizer “La ilaha illa Allah” – Creio somente em um Deus e adoro somente a Ele, a profissão de fé de todos os muçulmanos.

Ou seja, eles naõ estão fazendo a nº1 da 51 nem dançando marchinha de carnaval, não estão celebrando, mas dizendo sua profissão de fé.

****

Sobre o que aconteceu em Israel, não vou nem discutir, pois isso levaria mil posts e até eu ter tempo para isso já passou o calor do momento. Só posso comemorar que o Egito finalmente abriu a fronteira de Raffah, mas creio que isso será algo só temporário, pois não acho que o Hamas vai deixar isso quieto e se fizerem algo o Egito não vai apoiar.

Mas só pra deixar uma polêmica, minha opinião se eu fosse a dona do mundo: criaria dois estados, um de Israel e outro Palestino – com terras de Israel, não de vizinhos árabes. Enquanto um não aceitar a existência do outro, vai continuar a mesma briga lá. Às vezes nas relações internacionais, temos que defender o que não achamos justo, apenas na busca de um bem maior.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em junho 2, 2010, em No Egito e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. Pois é Marina, essa tb é minha opinião… 2 Estados distintos e Jerusalem deveria ser território Neutro,,, Mas a discussão maior é q os dois querem Jerusalém como capital, e aí vem a confusão toda…
    O Brasileiro é pacifista mesmo…
    :S

  2. Oi marina 🙂
    Eu acho que os dois lados estão muito errados, mas não culpo nenhum deles diretamente. Acho que a culpa é de quem teve a brilhante idéia de ter criado um estado em terras que (lógico) já estavam ocupadas… Por cultura e história acho que nenhum dos dois aceitariam partilhar as terras, nem que fossem divididas certinho, já que cada um pensa que é dono da extensão toda de terra por direito. Como você disse, enquanto um não aceitar o outro, isso nunca vai acabar. Infelizmente.

  3. Oi Marina, teu blog é muito interessante e eu tenho muita vontade de conhecer o egito, mas as vezes me parece ser um país um pouco inacessível, acho que a mídia e as agências de viagem não exploram muito esse tesouro!!! Abraço !!!!

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: