Revoluções no mundo árabe – um fim difícil de prever


Os egípcios, sendo a maior população árabe do planeta, bem ou mal conseguiram ganhar mídia suficiente para serem conhecidos e respeitados no mundo todo. As grandes nações, que no começo preferiam ignorar o movimento, tiveram que mudar sua estratégia devido ao desenrolar dos fatos, que cada vez pareciam mais perigosos. Foi uma grande vitória, acompanhamos ansiosos tudo passo a passo, torcendo e vibrando a cada acontecimento. Hoje o mundo respeita os egípcios, existem relatos de egípcios que chegam no EUA, por exemplo, e o agente da migração fala em voz alta, temos um egípcio aqui, e as pessoas batem palmas. No passado, o cara seria é levado para uma salinha de raio-X.

Mas, o que acontece no Egito é apenas um início de um processo muito longo, e do qual pouco temos certeza de como será finalizado. Os presos políticos ainda não foram soltos e o estado de emergência não foi retirado. Antes de celebrarmos a queda de Mubarak como o fim de um processo, enxergo como apenas um começo de um trajeto que será bem árduo. Ontem os militares aprovaram a criação de um partido, o primeiro desde a era Mubarak. Raios de sol despontam no horizonte, mas em política nem sempre o que reluz é ouro.

Agora, porém, sofro por aqueles que estão começando a luta. A Líbia, a Argélia, o Bahrein, o Marrocos. Apesar das particularidades de cada um, todos querem o mesmo: uma vida digna, um país que se importe com sua população. E me volto, agora, as notícias da Líbia. Já fiz posts sobre o Gadafi, líder excêntrico, sempre bem recebido na Europa. Para mim, é uma vergonha um ditador deste porte ter sido sempre acolhido por nações que se dizem de vanguarda e guias da moral mundial.

E pena dos Líbios, que depois do show egípcio ocupando televisões por semanas, estão condenados lutar e morrerem sozinhos, pois o mundo, assim como as notícias de jornais, estão sedentos por novidades, e mais uma revolução árabe já virou coisa corriqueira, que tende a perder espaço e fôlego nas discussões mundiais. Pobres Líbios, que tenham força para não padecerem diante do horror. Ah, o horror, o horror, como disse nosso capitão Kurtz em Apocalipse Now, o melhor filme de guerra de todos os tempos.

Esse vídeo foi muito bem editado e faz um belo resumo do que se passou no Egito. Gastem um tempinho para ver o final, é uma mínima homenagem que podemos fazer por aqueles que lutaram mas não puderam viver em ao menos um dia de liberdade.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em fevereiro 20, 2011, em No Egito e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 3 Comentários.

  1. não tenho opinado, mas tenho acompanhado a medida do possível seu blog e notícias da mídia, o vídeo é realmente muito lindo e emocionante. A tal almejada liberdade chegou, mas eu pergunto e agora? o que acontecerá? em quanto tempo o povo egípcio terá dignidade de vida melhor? mais empregos? quem serão os novos lideres? quais serão os novos rumos??

    E quanto ao mundo árabe… prq tanta revolta ao mesmo tempo?? o que levou esse estopim nesses países na mesma época e reinvindicar liberdade e melhores condições de vida?

    O que está acontecendo com o mundo???

    Obrigada Marina por tantas informações, videos e depoimentos sobre os conflitos, sei que minhas perguntas não tem respostas imediatas.

  2. Olá Marina!
    Devido a problemas técnicos tive que mudar o endereço do meu blog.
    Aqui está o novo: claudiabis87.blogspot.com
    Espero ver-te por lá 😉

  3. Ai, Marina, a Libia. Estamos tao apaticos aqui que voce nao acreditaria ver 😦 Vim passear pelo teu blog pra ver se um pouquinho mais feliz eu ficava, pq fiquei contente com as noticias do Egito e nao tem como dessasociar de ti…
    Nao acabam as coisas por lá e cada dia machuca mais : as noticias, os videos, os amigos que perdemos, o desespero diário pela familia q está ali, em meio ao caos.
    Nós, que tentamos ir, e fomos barrados.

    Ai. Desabafei, *blush*

    :*

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: