Eita mundo maniqueísta!


*nota: para quem já recebeu o alerta por email de novo post, saiba que este post teve de ser reescrito porque o wordpress fez o favor de dar problema e apagou o anterior*

Antes de tudo, quero agradecer a todo mundo que debateu no post anterior, acho que vale a pena escutar a opinião de todo mundo e suas teorias. Eu vou aproveitar este post aqui para dar meu ponto de vista. Eu sou uma pessoa muito cética, por isso acredito que o Bin Laden realmente foi morto nesta operação e um dia, vocês vão ver, as fotos vão aparecer. Obama não correria tremendo risco político de inventar algo do tipo, com o risco de Bin Laden aparecer depois para dizer que era tudo armação.

Agora, o que me deixa estarrecida é um militar americano assumir publicamente que eles praticam tortura para obter informações, isso sim eu acho um pouco triste para a administração dele, ainda mais para quem ganhou o nobel da Paz. Não creio que todo fim justifica os meios, e se Bin Laden era o criminoso mais procurado da América, isso não exime a tática usada, pois sempre inocentes são envolvidos.

Mas, o que quero me atentar neste post, é como o mundo rapidamente se torna maniqueísta. Sei que é mais fácil para as pessoas se sentirem confortáveis elegendo mocinhos e bandidos, diabos e anjos.  Porém, como já disse antes neste blog, nenhuma história é feita só de duas faces, mas sim de milhares. Por isso, analisar os EUA como um império cheio de conspirações ou Bin Laden como o diabo na terra, é partir para uma superficialidade que não me agrada. Sim, ler livros de histórias cansa, esmiuçar detalhes é cansativo. Mas colocar Bin Laden e Estados Unidos como lado sempre antagônicos não dá. É preciso analisar como este personagem se encaixou na história americana, seja a favor dos interesses, ou contra. E porque ele se tornou tão poderoso e símbolo de uma era triste, a do terrorismo.

E condeno o maniqueísmo, pois é ele mesmo que criou o terrorismo de Bin Laden. Você não pode julgar um país inteiro apenas por sua política. Ou nós mesmos brasileiros estaríamos muito mal, vide o nosso congresso. Ou os egípcios, coitados, depois de 30 anos de Mubarak você chamaria o país todo de tolo. E assim é com os Estados Unidos. Como potência, eles têm o interesse deles, assim como Irã faz suas maracutaias em nome de poder, Israel se posiciona como vítima eterna no meio dos árabes, a Venezuela com suas maluquices tenta desesperadamente chamar a atenção do mundo, o Brasil fica em cima do muro sempre que o rolo fica grande, a China fortalece sua moeda e diz fod#$%* pra OMC, e por aí vai.

Por isso, utilizo este post para pararmos de sermos preconceituosos com um país ou um povo, baseado em apenas parte do que ele é. E que muitas vezes está longe de representar o todo. Os EUA, apesar da política externa controversa, é um dos lugares que melhor recebem os imigrantes no mundo. E abaixo listo dois exemplos disso:

Ler o blog da egípcia Mona: http://www.monaeltahawy.com/blog/?p=484

Ou ver este filme, Pátria Proibida (God grew tired of us) :  http://www.youtube.com/watch?v=5a2idDckumk&feature=fvsr (este foi um dos melhores filmes que já vi na vida)

Esse post foi feito inspirado no que disse minha colega blogueira Habiba:  http://amulhereoislam.wordpress.com/2011/05/04/culpa-dos-usa/

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em maio 4, 2011, em No Brasil e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 13 Comentários.

  1. Olá querida acho que você esqueceu de colocar o link hehe

  2. Eu nunca comentei antes, mas acho vc uma das pouca pessoas fodasticamente inteligentes que leio! 😀
    Fico passada com a forma como as mocinhas-apaixonadas metem o pau nos EUA, no americano mas morrem de felicidade ao comprarem ou ganharem um Victoria Secret! (que diga-se de passagem é para eles o q o monange é para nós! ahahahah)
    Conheço muito americano legal, conheço muito americano babaca. Sou judia e tenho vários amigos mulçumanos maravilhosos e com eles aprendi muito! O mundo é feito de histórias e as histórias têm muitos lados. No dia que todos entenderem isso, o mundo acaba! hehehehe
    beijo

    • oi Luciana, obrigada pelo primeiro comentário então 🙂
      Aqui no Brasil é comum a gente ter amigos de todas as raças e credos, e isso faz a gente poder analisar as coisas sem tanta emoção sobre uma causa, porque conhecemos mais lados da história.
      E como vc mesma disse, ficar sem um produto dos EUA que seja, é difícil, e as pessoas nem param para pensar na coerência do que falam com o que consomem ehehe

  3. hehhe agora que vi sua mensagem no post anterior, posso falar por mim, concordar com sua opniao 100% eu nao concordo,mas respeito. Nao odeio os USA, na verdade nao odeio ninguem nesse mundo, mas nao concordo como muitas coisas que eles fazem errado, como no Brasil … etc.
    Nesse caso em particular ,sobre a morte do Osama Bin laden, nao consigo acreditar nessa historia, porque nao confio no USA, quando eu falo USA falo do gorverno em sim e nao da populacao. Nao concordo em eles entrarem em territorio paquistanes e matar um homem que seja la quem for, era um ser humano.
    O certo era ele ter sido capturado e julgado, como qualquer outro assassino. Nao interessa se ele matou 1 ou 3000 pessoas , assassino e assassino e pronto.

    • Ju, concordo com seus argumentos finais, também acho que um julgamento seria uma forma clara de lidar com a situação, mas a política externa dos EUA não aceitaria um show como esse, sabemos como é…

  4. Eu não odeio os estadunidenses. Acho que eles são pessoas como nós: comem, bebem, respiram, trabalham, pagam impostos… Sentem na pele, os mal-feitos dos políticos que escolheram, assim como nós aqui no Brasil!

    Uso, sim, produtos da Victoria’s Secret (comprados de quem viaja por lá rs), tomo Coca-Cola, consumo Mc Donald’s… mas por isso eu sou obrigada a concordar com a política dos EUA em se meter onde não é chamado, desrespeitar a soberania de um país, invadindo-o e matando uma pessoa (criminosa) à queima-roupa? Isso é grave. É a mesma coisa que chegar alguém, invadindo tua casa e metendo um tiro na cara do teu parente, porque esse é um “desafeto” desse alguém!

    Parece paranóia, mas se os EUA invadiram o Iraque (riquíssimo em petróleo), sob pretexto de haver armas de destruição em massa (eles podem ter, os outros nem pra fins pacíficos, ainda que sob controvérsia, podem enriquecer urânio) sem haver, corremos o risco de sermos “a bola da vez”: Amazônia, Pré-sal, e uma (quase) infinidade de recursos naturais…

    Agora, o fato de que são os que melhor recebem os imigrantes do mundo, é uma novidade pra mim! Não duvido e muito menos desqualifico o que você escreve aqui, dou muita credibilidade. Só gostaria de saber em qual lugar dos EUA, imigrantes são bem recebidos.

    Sei do caso de uma brasileira que enfrenta uma burocracia absurda para estar legal e adquirir o greencard (http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/), mas o governo concede com mais facilidade assistência a imigrantes ilegais, que são seus vizinhos. Pra eles, é mais barato conceder assistencialismo aos ilegais do que tornar cidadã, a imigrante casada com um estadunidense?

    • Kiara, sobre o episódio do Iraque, já é comprovado hj que não haviam armas, isso claro, mancha mais ainda a reputação da política externa deles.
      Sobre o comentário de consumirmos coisas dos EUA, acho que foi de uma forma mais generalizada, pq tem gente que fala dos EUA como o diabo mesmo, mas nem pensa nas atitudes que tem no dia a dia e sua coerência com elas, afinal a gente mesmo tava conversando outro dia sobre aquela ideia de boicote a israel, aqui o caso seria o mesmo, se formos pensar assim.
      Sobre a imigração, o que os EUA e nenhum país querem é imigrantes ilegais ou que possam desestabilizar a economia de alguma forma. Isso até no BR acontece, o processo de legalização do meu marido levou 2 anos, é normal que mesmo casado, a pessoa tenha que comprovar mtas coisas. Porém os EUA dão mtos green cards por ano, e este documentário mesmo que postei, mostra a histórias de africanos que receberam asilo político no país. Os EUA são um dos países que mais tem imigrantes no mundo, se vc vai pra qualquer cidade nota isso claramente em qualquer esquina. Porém, claro, não podem abrir para todos e tem que seguir políticas imigratórias senão perde o controle.
      Aliás, se vc conhecer quem faz turismo no EUA, vão sempre dizer que as pessoas são simpáticas.

  5. Abomino práticas de tortura e até uns tempos atrás, pensei que jamais abriria mão dessa posição. Em nenhuma hipótese. Porém, na vivencia da prática jurídica, descobri que há, sim, valores que em determinado momento se sobrepõe a outros. Que para se chegar a um bem coletivo, às vezes é necessário sacrificar um individual. Como li numa reportagem muito boa do The economist, a morte desse homem “veio após 15 anos de perseguição obstinada, duas longas guerras no Iraque e no Afeganistão, mais de US $ 1 trilhão em gastos e cerca de 150.000 mortes.”
    Esse bandido declarou guerra não somente aos cidadãos dos U.S.A, mas a toda cultura ocidental. ODIO, ODIO, ODIO é o que dele exalava. E ele é o responsável direto sobre a péssima reputação muçulmana. Ele, sim, SEQUESTROU UMA FÉ, revestiu o belo em feio, e arrastou milhares de muçulmanos nessa visão distorcida.

    Nesses dias, lendo sites, blogs e muitos de mulçumanos , deparei com um ódio indisfarçável à america. E nem percebem que na verdade atacam o modo de vida ocidental. Querem copiar o que no oriente médio??! A “primavera árabe” está aí para dizer que o povo muçulmano almeja MUDANÇAS profundas em sua sociedade! Não sabemos no que vai dar o que dali vai sair, mas sabemos que esses povos não estão satisfeitos com o modelo político imposto.Que não se separa da esfera religiosa. Querem LIBERDADE. Mesmo que muitos falem que ficaram aliviados com a morte de OBL, o que sobrepõe é o antiamericanismo babaca. Aparentemente, muitos mulçumanos não se dão conta que Bin Laden foi a pessoa QUE MENOS FEZ pela causa islâmica em toda a história.

    Então, aprovei a tortura de presos para se chegar a esse terrorista. Aprovei a morte desse homem cruel.

    Queria falar sobre maniqueísmo um pouco, mas meu texto já está por demais longo. Então,pra fechar deixo um texto da Lúcia Hipólito esquisito e um pouco chocante que tem gerado revolta em muitos de seus admiradores que a acusam de preconceituosa. De fato, muita coisa sem sentido nesse texto e longe de seu brilhantismo. Não gostei, mas pelo menos até a parte que copio abaixo concordo:

    “No caso da ordem do Executivo para que o comando americano matasse Osama Bin Laden, estou fechada com o governo americano.

    O homem tinha que ser morto.

    Vivo, geraria uma fortuna para advogados, ONGs de boas e más intenções.

    Mulheres de todas as idades e todas as religiões quereriam se casar com ele.

    Todos os Oliver Stones e demais oportunistas se apresentariam, junto com o Sting, naturalmente, explorando o cacique Raoni, para fazer um filme sobre ele.

    Ah, e não vamos esquecer o James Cameron. Já imaginaram um Avatar de Osama? Imperdível!” O que segue é impublicável.

  6. Os EUA amam a traição, mas odeiam o traidor! Li essa frase num comentário de uma notícia relacionada à morte do filho do Qaddafi. Provavelmente, no Terra.

    E ainda não encontrei frase melhor para definir essa política made in USA.

    Mas tenho uma que compete de igual para igual: “Os EUA criam um monstro, depois que conseguem seu intento, ou quando esse monstro cria mais força que o normal, tratam de destruí-lo.

    Agentes da CIA treinaram terroristas do Afeganistão durante a Guerra Fria, contra a URSS (Osama é o aluno mais aplicado dessa escola)…

    Sabe aquele ditado: “Quem com ferro fere, com ferro será ferido” ???? Cai como uma luva.

  7. Vish, esqueci de fechar aspas no “…destruí-lo”. rs

  8. Salam irmã!
    As vezes acho que só você me entende viu,ja veio gente la no blog pra defender o bin laden só porque ele era muçulmano,ve se pode!Não devemos julgar um irmão,mas poxa,ele sujou e suja o nome do islam,matou inocentes e tem gente que vem dizer que temos que apoiar ele,ah fico triste viu.

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: