Amando no silêncio


Ele provavelmente não vai gostar deste post. Reclama de abraço, de beijo, não responde se perguntamos sobre alguma possível namorada. Fecha a cara ao menor sinal de contato físico, não sabe sorrir em nenhuma fotografia, precisa sempre erguer as sobrancelhas grossas ou fazer alguma careta, como se fosse proibido ser bonito.

É a minha cara, minha versão masculina. E somos parecidos não só por fora, mas crescemos aprendendo as mesmas coisas, ouvindo as mesmas músicas, andando sobre o mesmo skate. Já fui sua heroína e também seu maior exemplo de desgosto. Nunca falou que gosta de mim, mas sei que sempre se lembra de vários momentos comigo.

Ele não está acostumado a receber elogios. Cresceu achando que suas vitórias não são importantes e por isso, às vezes, acha que não precisa se esforçar ao máximo, pois ninguém vai notar. Não é de vibrar, nem de sonhar, tem os pés firmes no chão, feitos blocos de concreto. Não posso dizer que isso é só uma capa, uma máscara, pois ele é transparente, claro e direto sempre.

Já passou despercebido, mas também foi muito aplaudido e virou um astro – pelo menos para mim. Já cantei com ele, viajamos soltos pelo mundo, já fui sua responsável, e também a que o ensina a fazer justamente o que não deve. Não sei quase nada da sua vida particular, apesar de termos vivido mais de duas décadas lado a lado.

Do meu quarto, ouvia sua respiração. Ouvia sua música, as ligações que recebia. Nunca nos cobramos nada, mas já trocamos agressividades e palavras vãs, como é típico de pessoas na nossa situação. Já vimos juntos campos de girassóis, cumes de montanhas nevadas, cachoeiras perdidas. Já passamos uma noite procurando onde dormir, desatolamos um carro, fumamos um cigarro.

Já fomos melhores amigos, e às vezes indiferentes conhecidos. Pouco sei do que faz na verdade, se já amou alguma menina, o que realmente quer da vida. Mas tenho orgulho de tudo que vivemos, da pessoa que é. Admiro suas conquistas, sua felicidade quieta e comedida. Porém penso que isso seja só um de seus lados, que eu não conheça muito mais, como um iceberg, só vi uma pequena parte do que tem a mostrar. E é isso que fazem as pessoas fantásticas, não precisam forçar ou pular na sua frente. Com muito pouco, já se gosta, se quer estar perto, mesmo que seja em silêncio.

Nunca disse te amo para ele, nem nunca vou ouvir isso da boca dele. Mas quem disse que é preciso usar palavras?

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em outubro 26, 2011, em De tudo um pouco..., No Brasil e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 20 Comentários.

  1. Realmente, Marina! estou sem palavras para descrever a fascania e a poesia que tem neste post. Espero que o seu silêncio não dura mais do que a eternidade!!

  2. Gostei deste post, mas eu gosto mais daquela pessoa que você está falando. talvez nós não nos vemos muito, mas eu sempre vejo ele como um bom amigo também

  3. Só você para me fazer chorar às 7 horas da manhã….Sem palavras.

  4. Que lindo texto, tão sensível e sincero… Me fez lembrar de minha única irmã que mora nos EUA, muito obrigada… 🙂 😦 🙂

  5. Simplesmente fascinante…li e chorei, chorei e li…ai que saudade do meu pai !!!! Salam….tenha um bom dia!!!

  6. Minha escritora favorita mais uma vez me deixou sem ar, sem respirar…. O sentimento expresso é o mesmo do meu, de amor e admiração profunda. Pessoainha especial essa, persente de Deus na nossa vida.

  7. Salam, que bela mensagem de puro AMOR.

    Uau!

  8. Marina, lembre muito do meu pai, meio que a minha relação com ele, gostei muito, mexeu comigo, sucesso amiga e beijussss

  9. fantástico Má…. sem palavras!!!!

  10. Salam Marina… Como sempre amei seu post! Não conheço a pessoa, mas me lembrei da relação que eu tive com meu pai e era bem parecida… Me fez chorar de saudades, porque ele faleceu em 1989. Realmente comovente, querida! Eu tenho certeza que essa pessoa vai ficar feliz ao ler isso, embora também tenha certeza de que ela não vá dizer… rsrsrs… Porque é assim mesmo! Parabéns! Amo seus posts e amo seu blog. Beijos querida! :):):)

  11. Em principio pensei se tratar do teu alter-eto, mas depois percebi que se tratava de alguem muito especial.

  12. Muito bem escrito,parabéns! 🙂

  13. Amei o post,faz um bom tempo q não apareço…mas sempre passo aqui para dar uma olhada e esse me chamou muita atenção,pois pensei q falava do seu interior depois vi q era mais q isso.
    Mas é sempre bom refletir,pois (acho) q todos tem alguém assim.
    bjssss

  14. Assalam waleikum, Marina!!!!

    Noooossa, você anda sumida! 🙂 Eu sei, eu sei, a correria diária… Eu também estou um pouco agitada esses dias… Enfim, passei para dizer que criei um blog ontem. 🙂 É um blog comum, sem muito direcionamento, para publicar literatura, cinema, arte e outras coisas diversas que eu acho interessante. Eu coloquei seu blog na minha lista lá e te convido para dar uma passadinha lá! Espero que goste… Eu nunca fiz blog, é a primeira vez, então… você sabe, né!? Marinheira de primeira viagem… rsrsrs

    rosa-pugno.blogspot.com

    Beijos e bom resto de domingo!

  15. Adorável insuportável

    Olá. Belo texto mas devo lhe dizer que provavelmente seu irmão é homossexual. Hahaha pode parecer absurdo mas não é. Nesse seu texto vc descreveu exatamente a mim e a vários caras que passaram pelo momento do armário. É fácil pra um reconhecer outro passando pela mesma situação e acredite esse jeito dele não é assim à toa: ele é um homem triste. Espero que entenda, abraços.

    • existem muitas coisas na vida que explicam esse comportamento dele, mas não é o caso da sua suposição, de qualquer forma, obrigada pelo comentário. O texto trouxe à tona apenas uma ínfima parte do que ele é, e uma coisa ele não é: triste… talvez pareceu, mas não é ehehe

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: