Estou longe


Não só fisicamente, mas minha mente está longe. Às vezes paro para pensar o que poderia escrever aqui, já que este blog atrai leitores justamente para falar de Egito, algo do qual me considero tão distante no momento. Poderia falar das ruas que vi, das comidas, das pessoas alegres, do meu trabalho e minha vida lá. Mas isso foi há tanto tempo, mais de quatro anos parece uma eternidade, ainda mais quando nossa vida segue num ritmo frenético.

A única coisa que sei é que o Egito que eu conheci não existe mais. Talvez um dia volte a chegar perto do que minha memória amarelada mostra. Mas acho difícil os egípcios voltarem ao tempo da inocência, da ingenuidade gratuita, da espera infinita. Os egípcios, com a revolução, experimentaram a dor da mudança, a dor das perdas, e hoje sabem (em parte) que a televisão não fala só verdades.

Porém, os mentirosos ganham novas caras e a opressão continua, mas com um contorno mais sombrio, envolvido em religião, já que de material, não há mais esperança para nada. Quanto menos se tem, mais o povo se volta para o alto, o invisível, em busca de um alento que não virá. Não sou contra a religião, tenho a minha fé, porém já sabemos que tipo de erros ocorrem quando homens em busca de poder se utilizam disso para crescer. Quando a suposta temência a Allah se prova com votos, e não oração (silenciosa em casa, sem avisos no Facebook ou marcas na testa), ergo as sobrancelhas.

Enquanto isso, sigo minha vida totalmente apática, aparte. Não tenho planos de voltar, nem sei se um dia voltarei. A saudade que antes doía gostosa, agora parece parte de um livro de história bonito. Apenas isso, o que vivi foi algo totalmente cor de rosa, iluminado, não tem nada a ver com a realidade crua e dura daquele país de agora. Me desencantei, estou muito ocupada no momento para pensar no que foi e deixe de fazer. A vida corre a um milhão e não tenho tempo mais para ficar voltando atrás.

Mesmo assim, por incrível que pareça, todo mundo que me conhece virtualmente só quer falar desse assunto, fazer mil perguntas sobre isso e aquilo. Eu não tenho as respostas. O Egito que conheci, está enterrado. Não sei pra quê ainda me meto nisso, ainda respondo, ainda me esforço pra dar caminhos, que eu sei que nem existem mais. Não consigo me desvencilhar, mesmo sendo algo totalmente sem graça para mim agora. Desculpe, viva sua vida, sua história. Essa é sua vez, mas não espere meus aplausos, minhas estatísticas pessoais mostram que só 1% dá certo, mas não sou eu que vou te dizer isso.  Não perca seu tempo se espalhando em alguém da velha guarda como eu, meus conceitos estão ultrapassados. E boa sorte.

ps. vou começar a postar coisas que me interessam mais a partir de agora.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em fevereiro 13, 2012, em No Brasil. Adicione o link aos favoritos. 42 Comentários.

  1. Entendo perfeitamente o que queres dizer… o tempo tem passado tão rápido ultimamente, que mesmo o que fizemos ontem, parece não ter tanta importância hoje.
    Há um lado bom e um lado ruim nisso, como tudo na vida e não cabe a mim dize-los aqui.
    A meu ver, o Egito passa por um período de mudanças que não podem mais serem paralisadas, não dá para voltar atrás. O Egito nunca mais será o mesmo desde então. Na verdade, o Egito nunca foi o mesmo desde sempre, tomando ora para o lado do eterno, da tradição, do imutável, ora pra o lado do progresso, do novo, do não conhecido.
    Cada um guarda em si o Egito que conhece, porque cada um o vê de um modo.
    Sei que ele será sempre uma doce lembrança para ti e como toda boa lembrança, há que sempre vir à tona em seu coração. Eu te apoio, siga o hoje, viva o hoje, bola para frente.
    Cada qual, como voce disse, que tenha suas próprias experiências, cada qual trilhe seu caminho.
    Uma vez li que o importante não é o destino final, é a viagem… e não é isso? Não existem finais felizes, sequer existem finais. Pelo menos, eu acho rsrsrs
    Um beijo e muuuuito sucesso!
    Onde quer que vá, por onde quer que siga, sei que tomará no laço o que queres, e bem assim o mereces.
    E se nos permitir, estaremos sempre aqui, lendo um pouco de tudo que lhe passa à mente e coração, estaremos acompanhando sua aventura…
    Beijos
    Mirian

  2. Hey Marina, vc sempre será uma referência de uma amor possível que começou na internet e acabou no Egito.
    Acabou em termos, sua vida continua e toda sua experiência tinha de ser compartilhada como foi, como está sendo, mesmo sendo da “velha guarda” como vc disse, tudo o que vc viveu é ponto de partida para muitas outras histórias.
    As vezes eu também me canso dessa (minha) velha história.
    Mudar o foco é muito bom, estarei torcendo por ti.

  3. Meu Deus, Marina, há tempos tenho observado teus posts, acho que voce perdeu mesmo o feeling pra coisa, voce anda estressada e grosseira com as pessoas, deve ser um problema interno seu isso, antes de voltar a escrever faça um acompanhamento psicologico, e uma boa dica, já que voce não quer mais escrever sobre o egito, encerre este blog e abra outro para que voce possa escrever sobre coisas que te interessem mais. Realmente voce está perturbada, e falta de educação nunca foi bom nem positivo, acho que voce está mesmo precisando de um médico e de rever seus conceitos tb. Um beijo querida, só uma opinião de quer quer o teu bem.
    Ash

    • eu tento responder o máximo de pessoas possível, mas às vezes pode ser que tenha ficado sem paciência e parecido grosseira. Outras vezes falo muito direto mesmo, sem festa, mas esse é meu jeito e quem precisa de muito panos quentes não dá certo comigo, pois eu não sou de enrolar, falo na cara o que penso. Mas sei que muita gente só me escreve ou pede ajuda achando q vou passar a mão na cabeça, mas não sei fazer isso…

    • Oi??????
      Não li/vi ninguém perdendo o feeling. Mas há uma grande diferença de quem está vivendo lá, vendo as mudanças de bem perto e de quem não está mais lá. Isso não desmerece seus tópicos e muito menos ela precisa de “ajuda”, aliás, por um comentário desses, acho q quem está precisando de uma ajudinha profissional deve ser vc. É só uma opinião, querida.

  4. Independente do que você escrever, eu apoio!

    Fases são fases, são passageiras! Quem sabe você não tem a chance de conhecer um Egito melhor?

  5. Entendo o que vc diz……mas não faz mal….o que vc escrever eu vou ler!!
    Um beijão, boa sorte e continue escrevendo….estou aqui.

    Fabi

  6. Adorei!! Realmente toque sua vida com sua família, seja com um egípcio/ grego/ turco…com certeza você tem muito do que escrever sobre sua fase atual e tudo que gosta. Não importe-se com críticas ou elogios, apenas faça o que te faz feliz!! Estar feliz, triste, alegre, chateada, grosseira ou educada…também faz parte, e quem tiver interesse continuará a segui-la, não apenas pelo que escreve, mas pelo que realmente é!!
    Realmente 2012 é “o ano” de mudanças e você está no caminho certo…SER VOCÊ MESMA e não o que os outros querem que você diga ou seja!!
    Super beijo e muita luz no seu caminho!!
    Andréa

  7. Puxa saquismo e falta de educação são duas coisas que me enojam, ser direta é uma coisa, mal aducada e grosseira é outra, eu fui direta no meu primeiro comentario e não fui mal educada com ninguem, apenas expressei minha opinião, sou livre para isso, e me senti sim ofendida por esse post, pela grosseria, e por voce Marina, ter falado que a solução não vem do alto, eu sou muçulmana e voce está ofendendo tb a minha religião e o meu Deus, mas isso, Alláh vai te cobrar, não eu, quanto as demais, vejam a realidade, e parem de sinismo e puxada de saco, voces não precisam disto, adoro esse blog, e como leitora assidua notei a mudança no comportamento e nas palavras da Marina e me acho no direito de falar o que penso pois eu acompanho a história desde as primeiras publicações. Sejam voces mesmas e não marias-vão-com-as-outras. Obrigado pela atenção.
    Ash

    • Mas eu sou muçulmana também, falei que não concordo quando usam a religião para política, que é o que acontece no Egito e já deu errado em mtos países… o Islam é algo mto puro pra mim, não deve ser misturado com coisas mundanas… mas infelizmente as pessoas não entendem esse tipo de debate, se vc fala algo do tipo, parece que está indo contra Deus. Quando eu digo olhar para o alto, é para o radicalismo e a hipocrisia que vem disso… eu por exemplo, não preciso anunciar no facebook qdo rezo, ou forjar uma marca na testa pra mostrar que rezo e tal… e isso tem sido cada vez mais comum, onde as pessoas se preocupam em só mostrar, querer ser exemplo, e deixar a humildade de lado. No Egito que eu conheci, as pessoas me davam doces pois eu falava a shahada, no trem, nas lojas… hj em dia, só de vc ser estrangeira, é considerado algo ruim, justamente pelo radicalismo. Não sou contra a religião, mas sim a manipulação dela. Vc pode vir sempre comentar, desculpe se pareci grosseira, mas não foi a intenção.

  8. Comecei a amar o Egito por este blog, com ele vc mostrou o que há de bom o que há de engraçado e que há de ruim, através do que vc viu e viveu…e através deste blog eu descobri novas amizades e muitas outras coisas.

    Eu li no jornal O GLOBO que atualmente quase metade da população do Egito vive na extrema pobreza, e a revolução da praça Tahrir ainda não conseguiu mudar a vida dessa gente… e talvez no meio de tantas incerteza ainda existe a esperança.

    Tenho pessoas amadas e especiais no EGITO e desejo que tudo fique bem Me pergunto todos os dias o que houve com meu coração?
    Não sei explicar, mas hj ele é metade brasileiro e metade egipicio.

    Se pelo menos 1% dá certo como vc cita Marina… como fonte suas estatísticas pessoais .. eu penso que se é 1% já está valendo apenar TENTAR. boa sorte tb….

  9. Paula Antunes de Jesus

    Olá, olha eu venho percebendo depois de várias passeadas por este blog acho a escritora, seca, mal educada algumas vezes, nenhum pouco dócil…e parece que causa medo e constrangimento nas demais leitoras…e tem mais, acha que é a dona da razão e só ela sabe de tudo do Egito…fala como se ela tivesse vivido 50 anos lá, mas ela também conheceu um cara pela net e correu todos os riscos que qq uma corre e detalhe se casou dali dias que tinha visto o cara pela primeira vez e para a sorte dela está casada até hoje…Então Marina…menoossss tá…vamos pegar leve…você tem uma bela história pra contar…leitoras fieis pra te assistir e se o Egito não te encanta mais deleta o blog e faça outro. Parece que vc tem tb um grupo no facebook que não faço parte sobre o Egito, mas de qualquer forma se isso parece incomodar delete tudo e fale do que te agrade. Ninguém quer que você passe a mão na cabeça, ninguém aqui tá pedindo isso, mas um toque de gentileza além de ser feminino faz parte da educação…ser grosseira e seca é muito feio…me perdoa…Leio seu blog já há anos e olha lá no começo como você não era assim….de jeito nenhum…cade a Marina de antigamente….agora temos que tomar cuidado…porque se comentamos algo que você não gosta…lá vem pedrada…a dona da razão…eiiiiii, vem cá…vamos com calma…ninguém é a dona da razão…tenha um pouco de paciência…afinal você é muito querida e amada por mtas pessoas aqui…e eu cheguei até aqui por indicação…não tenho rolo com homem nenhum do Egito, nunca fui lá…apenas conheço algumas pessoas através de sites de idiomas, só isso…mas gentileza não faz mal a ninguém…e se você não aceita critica…aí é um caso sério mesmo…não há o que fazer…sofrerá e mto na vida!

    • Vcs me levam a sério demais… não sei pq estão falando de outros posts meus que foram secos, falei muito da minha família das últimas vezes, coisas que vivo, não entendo a reação, mas talvez alguma vez disse algo que você não gostou. Tenho o grupo justamente para compartilhar, assim não fica só minha visão sobre as coisas, todos estão convidados. A única vez que dou pedrada é quando vem alguém me achamar de filha do demônio ou algo do tipo ehehe Aí realmente nem discuto… Aceito as críticas, prometo ser mais paciente a partir de agora 🙂

    • Dona da verdade??? Acho q vc deveria reler sua resposta para ver quem está posando de dona da verdade.

      Assinado: puxa-saca.

  10. Então resumem tudo a isso: se concordamos, somos puxa-sacas.
    Se discordamos, somos sinceras.
    Ah! Por favor, né gente? Já passei dessa idade.
    O blog existe para o autor postar o que pensa e A FORMA como se sente. A nós, cabe compartilhar opiniões, percepções. O mundo não se divide entre preto e branco, certo e errado.
    As coisas são simples: Se a Marina não se sente mais à vontade ou não tem mais paciência para falar sobre Egito e Brasil, não escreva. Se o conteúdo, não nos interessa mais ou nos repudia, paramos de ler.
    Simples assim.

  11. Marina,

    Vc foi muito paciente em aceitar as críticas desse post. Apesar de serem comentários negativos, vale a pena pensar neles para crescer e melhorar. Eu notei realmente q vc mudou… Embora muitas histórias de egípcios com brasileiras tenham dado errado, outras podem dar certo tb… Depende da sorte de cada uma. Eu tb fiz essa loucura e deu certo, pelo menos até agora (5 anos depois) rs…
    Eu te aconselharia a fazer um outro blog com um assunto que interesse mais a vc. Entendo que esse assunto do Egito esteja muito saturado pra vc e q vc está tentando ser vc mesma… Se não gosta de dar conselhos para as meninas q estão “entrando nessa” simplesmente não dê…
    Bjos e boa sorte

  12. Ah, somente uma outra coisa… “Ah no começo a Marina não era assim”.
    Sim.
    Pessoas mudam. As coisas mudam. é preciso ser resiliente. Eu mudo.
    Mudo de opinião, mudo de idéia, mudo o corte de cabelo. o que posso mudar, mudo.
    Não sou engessada, não sou de cimento.
    O meio quem vivo me muda, minha fé (Graças à Deus) me muda, minhas filhas me mudam. Gosto de pensar que mudo as pessoas e circunstância em minha volta.
    Quero mudar e se possível para melhor. O melhor para mim, não é o melhor para você, e vice-versa.
    Fico feliz que a Marina tenha novos objetivos, novos interesses. Concordo que este blog deve ser finalizado, se não falará mais sobre Egito&Brasil, e outro, com seus novos interesses, criado. Ou mudar o nome deste, sei lá.
    Isso não importa.
    O que importa é fazer o que gosta, pois desta forma, o carinho, o amor com que foi feito, será sentido e partilhado por todas nós.
    Boa sorte!
    Mirian

  13. Marina, to acompanhando aqui os comentários, acredito que vc mudou sim, mas acho que isso é em decorrência da sua realidade que é muito distinta da qual vc tinha no Egito.
    Confesso que eu também acho que os egípcios não são mais tão ingenuos como antes da revolução, fiquei profundamente triste com o que aconteceu em Port Said, nunca pensei que chegaria a ver isso, egípcios matando egípcios, ainda que sejam egípcios traidores da pátria era simplismente pancadaria gratuita.
    E eu fico pensando onde está aquele sentimento de união, onde estão os egípcios limpavam as ruas sujas por conta própia… Tenho medo que o Egito vire uma filial de gente alienada e radical.
    Mas voltando ao assunto do blog, Eu acho que talvez vc deveria criar outro um blog, esse aqui vc pode até mudar o foco, mas aqui é para raio de mulheres amando egípcios, árabes e até as que amam indianos vem bater aqui,se eu jogar no google Brasil e Egito o seu blog aparece na primeira página, sem contar o nome do blog e os assuntos abordados. Não gostaria que acabasse com esse blog, pq de todos os blogs sobre relacionamentos com muçulmanos/egípcios/árabes/whatever é o mais completo em informações e com certeza vc já ajudou muitas mulheres a ponderar as coisas a respeito de seus relacionamentos virtuais. Você só tem conhecimento das meninas que abrem a boca pra falar contigo, mas eu tenho certeza que tem muitas leitoras anônimas que não expõe a história delas pra ti, mas que vc conseguiu tirar de uma armadilha. Enfim, teu blog é muito útil.
    Estarei sempre aqui pra ler o que vc escreve
    Fique com Deus.

    • Lily, como já disseram aqui, todo mundo muda, afinal faz parte da evolução da pessoa mudar de visão, de caminhos. Não estou de forma nenhuma jogando nada fora do que fiz, do que já ajudei, porém meu post foi muito mais um desabafo do que uma ruptura completa do que sou. Talvez até faça outro post pra explicar isso melhor. O que me cansa, não é quem se aproxima de mim por algo simples, amizade, querer conhecer mesmo, mas sim quem só quer falar sobre esse tipo de coisa comigo, como se meu vocabulário se restringisse a isso. Quantas vezes não adicionei pessoas no facebook, msn, e quando o assunto egito acaba, simplesmente me ignoram, aí realmente me sinto a trouxa que ficou ali perdendo com a pessoa. E, na maioria dos casos, não todos claro, as histórias se repetem, eu claramente sei quando um egípcio não está sério, inclusive no meu grupo tenho um post bem extenso sobre isso, mas se você tenta alertar, a pessoa fica magoada com você, ou seja, tenho que ficar em cima do muro muitas vezes. Por mais informações que tenha aqui no blog ou no meu grupo, as pessoas tem o direito de tentar, e acho que meu erro foi justamente ficar sempre tentando ser legal e naõ falar a verdade, mas infelizmente muita gente não quer esse tipo de amizade. Se eu fiz esse blog para falar de Egito, claro que eu esperava repostas em torno disso, mas hoje minha vida tá tão longe daquilo tudo que fiz, foi só um desabafo, não uma ruptura, afinal jamais deixarei de ter uma coisa muito forte pelo Egito 🙂 E não vou mudar o nome do blog ou apagar, não tem nada a ver isso, só quero falar de outras coisas também e espero que algumas pessoas continuem gostando. Aliás, se vocês notarem bem, já falo de muitas outras coisas faz tempo!

      • Eu conheço bem essa história de meninas que buscam informações contigo, acontece que hoje em dia todo mundo quer tudo na mão, parece que são pessoas incapazes de avaliar sozinhas, suas dicas são mto uteis e acho que bem diretas e claras, infelizmente o que essa mulherada toda quer é encontrar um formula pronta pra um relacionamento com egípcio, pq sinceramente muitas pensam que encontram um sultão ou um Aladin e fantasiam horrores.
        Eu acho que vc tem total liberdade em abordar o tema que quiser, o blog é seu, mas sempre iram aparecer meninas buscando essa formula contigo.
        E também to achando que esse post ainda vai render muitos comentários 😛 hehehe

  14. O fato de concordar com o que a Marina posta virou puxassaquismo?

    Ou será que a carapuça serviu, quando houve críticas (justas) a quem fica postando que está indo rezar, que se fotografa rezando ou quem forja marca na testa para mostrar que reza? Sem contar a mania irresponsável de ficar postando hadiths, interpretar com um conhecimento insuficiente, mal sabendo que isso é grave, já que quem não conhece o islã, pode tomar aquilo como verdade!

    Tem gente que não sabe a linha entre criticar com respeito e ofender, usar palavras ferinas. Coisa de gente amargurada, mesmo!

    Particularmente, não me sinto ofendida nem um pouco!

    Ela só quer falar a verdade, ainda que seja triste, tem que ser dita! A real é que relacionamentos pela internet, infelizmente, nós mulheres corremos riscos. O Brasil é a bola da vez, as brasileiras estão sendo requisitadas não só pela beleza, alegria, e outras virtudes, mas como porta para uma oportunidade melhor! E o mundo está CHEIO de Zés e Marias-Passaporte!

  15. Nem mesmo falar que o Egito está tomando um rumo bastante perigoso (radicalismo religioso, irmandade muçulma, Irã, Arabia Saudita e afins, alguem sabe o significado ?) a dona do blog pode?. E a impressão nos comentarios foi que a maioria das leitoras nem fazem idéia do significado disso, da (mais que provavel) decepção da Marina com os rumos da revolução. Imaginem…ver um lugar tão amado preste a ser tomado por ditadores, sejam radicais religiosos ( o que é o caso do Egito, e quem pode SAIR DO PAÍS, está tentando desesperadamente agora –ou alguem gostaria de ter essa experiência ?)ou apenas ditadores a la hugo chavez e seu amigo fidel castro…

    • vc pegou o que quis dizer…

    • No começo da revolução achei que o Egito estava no caminho certo, todos estavam esperançosos, e o patriotismo brotava no coração que de cada egípcio.
      Hoje sinceramente vejo um futuro incerto, tem gente almejando o poder lá que está simplismente não dando a mínima pra quem vai se quebrar, quem for podre que se quebre.
      Apesar de eu achar que a juventude egípcia estava finalmente se dando conta da manipulação e saindo das trevas, vejo o radicalismo está crescendo lá e com certeza é uma ótima oportunidade para manipular o povo.
      É, acho que talvez os analistas ocidentais estavam certos em temer por um regime teocrático. Chego até ficar chocada! nunca imaginei que o Egito fosse ser palco para radicalismo, justamente pela sua posição sempre tolerante e equilibrada ali no Oriente Médio. E não é só a imagem do Egito que fica suja, mas a do Islam igualmente.
      Uma verdadeira pena…

  16. JÁ QUE EU COMECEI A COISA ESTOU AQUI PARA ESCLARECER TB. PUXA-SAQUISMO, GENTE, não é concordar com tudo o que a Marina diz, mas aceitar calada e numa boa, que ela seja grosseira e mal educada com as pessoas, como se ela não tivesse falado nada, e pra mim ISSO É CINISMO, é coisa de gente sem personalidade que não tem coragem de dizer o que pensa, e que por comodismo prefere se submeter a tudo do que reagir. Amigas, Marina, fazem isso que eu fiz, aceitam o que é bom e criticam o que está ruim, quem concorda com tudo (bom ou mau) é puxa saco!!!!! Segundo ponto, SIM AS PESSOAS MUDAM AS OPINIÕES MUDAM, mas não é por isso que precisamos destilar nossa furia ou apatia para os outros, mudar deve ser para melhor, e no decorrer dos post percebe-se que a Marina regrediu na evolução, e alternou entre altos e baixos. Marina quero que voce saiba, que seu blog pra mim foi referencia, foi onde eu me encontrei nessa aventura amorosa, foi onde eu tive a certeza que meu amor poderia dar certo, não quero de maneira alguma menosprezar teu trabalho que me ajudou tanto, mas infelizmente nos ultimos 3 ou 4 post voce não tem sido feliz no que escreve, talvez a pressão do dia a dia te estressaram e voce não ta conseguindo dar conta? Procure sim um médico, as vezes não conseguimos enxergar na nossa frente, e antes de postar qq coisa releia e peça para alguem de fora ler pra voce, para ver se de repende voce não está sendo novamente grosseira com suas tão fieis leitoras, inclusive eu.
    Que Allah te ilumine. Bj
    Ash

    • Ashley, me desculpe. Este blog é da Marina, cabe a ela decidir o que escrever, como escrever e se quer postar ou não alguma coisa. Se há algo te incomodando tanto, simplesmente aceite (e aí, é uma questão sua e não dela) que para você isso aqui não faz mais sentido. Nos últimos posts ela tem escrito coisas belíssimas, que sim, nada tem a ver com o Egito, mas tem a ver com a vida, com pessoas, com gente.
      Talvez a sua grande dificuldade, além de interpretação de texto, seja de enxergar que algo com você não está muito bem… Eu não te conheço, mas me parece (aqui é um tal de um palpitar na vida do outro sem conhecer, né?) que você vem apoiando a confiança no seu relacionamento na experiência da Marina… E de repente, não ter os posts falando o que você quer, pode ser uma grande frustração (sua e não da Marina). ” Não escutar o que eu quero ouvir. Tenho que escutar o que o outro quer falar”.

  17. Li o post agora…, a Marina tá certa, ela está em um outro momento da vida. Passou aquela euforia do início, onde conheceu o Egito, o amor da vida dela. Hoje está com um relacionamento maduro, já se passaram alguns anos, deve vir novos assuntos com certeza. Eu mesma apaixonei por um árabe em 2007 e hoje nem toco tanto no assunto, pq tb já passou, já vivi, já sofri. Os momentos passam. Tantos outros assuntos a serem discutidos por aqui. O blog é dela, ela tem o direito de mudar, desabafar, postar o que ela quiser. Gde beijo Marina, sou puxasaco assumida, e não tenho vergonha…. pq ser puxasaco de quem vale a pena, é um elogio!

  18. MARINA vc ja ajudou muita gente com seu blog. O Egito mudou e vc tbm quer mudar, mude. O blog é SEU, pessoal e vc posta nele o que quer. Quem nao estiver satisfeito que se retire ou abra o seu proprio blog.

    A vida muda, o Egito muda, nós mudamos, vós mudais e todos mudam esse é o sentido do verbo VIDA.

    Quem precisa de acompanhamento psicologico nao é vc nao, Marina, acredite.

    Continue postando sobre tudo e sobre todos. Egito ja era. Agora é uma nova historia. Se escrever sobre o Egito fale das mortes, das mulheres que estao sendo vitimas de abuso, da fome e da pobreza e nao de um sonho de conto de fadas…

    boa sorte e estamos aqui ainda, nao esquenta nao!!

    Cris Freitas

  19. O importante e bonito do mundo é isso: que as pessoas não estão sempre iguais.
    Ainda não foram terminadas, mas que elas vão sempre mudando. Afinam e desafinam.

  20. Eu conheço muito bem a Marina, hahahaha voces é que não sabem o que estão falando, que o Mousta concorde com ela, é obvio, ele é o marido, mas como eu conheço a Marina melhor que todas voces juntas, posso dizer o que eu disse, e é por isso que digo, Marina querida amiga, voce tem sim sido grosseira e essas pessoas que se dizem PUXA-SACO ASSUMIDAS, é pq só querem te sugar, e sugar, e sugar, abra o olho querida, nem sempre o que é agradavel aos nossos ouvidos é a mais pura verdade, e o mundo tá cheio de gente falsa, o que não é o meu caso, eu digo o que penso, e voce usa pra crescer se quiser, caso queira continuar alimentando seu ego com comentarios bons e falsos, a escolha é sua. Mas fica aqui o meu alerta pra voce, deixe o ego e o orgulho de lado e analise friamente os factos. O que é melhor pra voce? Uma critica sincera e construtiva, ou um monte de bajulação de gente sem noção de realidade? Escolha Marina.
    Abraço, sua sempre amiga.
    Ash

  21. Vou escrever, mas espero que tudo seja somente paz!

    Marina querida Gostei de você à primeira vista, quando encontrei seu blog, o que mais me encantou não foi o Egito que eu procurava, nem os conselhos que buscava sobre o homem egípcio que me seduziu, foi VC , a sua sinceridade, suas palavras quase mal educadas…eu te achei meio punk! lembra ? eu cheguei a postar sobre isso..bem, bem, sobre seu post sou franca em te dizer que eu senti que ficou um amargozinho quando li seu post :

    Estou longe

    ….ainda se levar em consideração que meu casamento com o Egípcio amado( Ali Salman) será aqui em Brasília, no próximo dia 10 (e vc e o Mostafa são meus convidados especiais). Então ainda busco conhecer mais do Egito ou simplesmente curto o seu blog, ou ainda me é útil…..

    …mas se pensar que vc foi aquela Marina que não pude conhecer pessoalmente (mesmo tentando forçar esse encontro) quando fui a São Paulo, de tão apaixonada que tava, não pelo Egípcio, e sim pelo que escrevia…então estou com saudades de vc…e ainda surpresa por perceber tbm sua revolução..colo aqui algo que já sabe: Se você tem uma idéia incrível é melhor fazer uma canção…Está provado que só é possível filosofar em alemão…(…)

    Língua
    Caetano Veloso

    fico feliz ao ver que Mostafa te abraça e vcs estãojuntos e fortes, ainda mais se para não perder o objetivo do blog, continuar postando aqui…semanalmente!

    acredito que tudo tem seu tempo 🙂

    beijos carinhosos

    Elaine e Ali

  22. Paula Marques Alves

    Boa noite Marina,
    Sempre que posso leio e acompanho seu blog e gosto demais,
    hoje preciso de ajuda, demorou um pouco até tomar coragem de pedir, antes de qualquer coisa acho você uma pessoa muito inteligente, simpatica e me fascina a forma como escreve seus posts, enfim me desculpa o encomodo tb.
    Estou aflita, nervosa e sentindo formigas no estomago (aff) estou indo visitar meus tios pela primeira vez no exterior, Dubai, sim, é minha primeira viagem internacional, e sozinha até lá, (não tenho vergonha de dizer) que eu estou tãoo nervosa que ñ sei como lidar com isso, medo, ansiedade, vontade de desistir, um milhão de sentimentos ao mesmo tempo, misturando a vontade de ir, a felicidade em reve-los com a oportunidade de conhecer lugares novos, deslumbrantes etc. Mais uma vez me desculpa, mesmo, eu queria muito que voce me aconselhasse ao menos, derepente falando um pouquinho sobre a sua primeira vez no Egito, pré-durante-pós vôo, se é natural. Eu sei que são situações diferentes mas enfim, meu nervosismo já está voooando alto, e muitos dias antes de ir.

    Tenho 19 anos, SP. Muito muito obrigada, e parabéns!
    Beijos, Paula

  23. Que tanto de gente louca…

  24. Ola tudo bem? tive uma decepção muito forte com um namoro de 3 anos e no meu facebook, um rapaz muito insistente , me dava oi eu achava ele chato pelo romantismo em excesso, mais abri espaço e me apaixonei, a probabilidade desse amor dele por mim ser falso ela vive dizendo barranbaki,acho que é isso é muito fofo eu ja vi ate ele orando na web , então eu acredito nele ou não

  25. ah sim detalhe ele é islamico , ja falamos diversas vezes da religiao dele

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: