Ao infinito…


Hoje amanheci sem lágrimas no olhar. Amanheci com o coração aquecido, forte, mais calmo. Não, a dor não foi embora, mas ela já começa a se transformar. E não, não posso viver chorando, nem sofrendo. Pois não seria justo com você. Você não partiu para nos tirar a vida, mas sim para nos lembrar de como ela é boa e generosa com a gente, mesmo que muitas vezes não nos demos conta disso.

Mas como minha irmã diz, o luto precisa ser processado. É preciso muito choro, aquela sensação dilacerante por dentro, que parece sem fim, para entender tudo o que houve. Passamos pelo estado do choque, da sensação de que algo nos foi roubado injustamente. Depois, vem um silêncio profundo na alma, embrulhado em um choro interminável. As lembranças ficam chegando em flashes pela memória, não nos dão paz. Só as coisas boas aparecem. Até as brigas parecem ter sido parte de um plano secreto para nos aproximar e agora fazem todo um sentido.

Mas me sinto estranha, pois não estou sozinha nessa luta interna. Nem estou com duas ou três pessoas mais. Nem dezenas. Mas centenas de pessoas estão compartilhando desta mesma sensação. E ao saber disso, da sua importância não só para a família, mas para a comunidade em que vivia, ocorreu uma transformação profunda em mim. Ainda estou tentando entender tudo que mudou, mas a certeza de que não sou mais a mesma está clara e evidente.

Não consigo mais ter raiva de ninguém, não consigo mais perder tempo com questões superficiais. Tudo que parecia passível de ser adiado, para mim ganhou urgência. A vida nos é dada e, enquanto respiramos, ela sempre parece eterna. Mas não é. Você teve apenas 40 anos, mas soube muito bem fazer dela o melhor. E não, não é justo viver só sofrendo. Não é justo com você, pois o que você mais fazia era aproveitar deste tempo aqui com bondade e alegria. Nós que ficamos, devemos isso a você.

A marca da partida de uma pessoa tão forte, tão grande, leva tempo para ser assimilada.

Minha mente continua ainda envolta em um redemoinho de emoções, sentimentos e memórias. Que vão e vem, como ondas de um oceano infinito. E é assim que vejo a vida agora, como um oceano imensurável, aparentemente infinito, quebrando em ondas às vezes suaves, às vezes invasoras. Por um breve tempo da nossa existência, ficamos apenas no raso, com os pés na areia e na realidade, achando que isso é o todo. Mas rumo ao alto mar, existe uma imensidão, profunda e escondida, cheia dos mais belos mistérios. E lá um dia volto a te encontrar.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em outubro 15, 2012, em No Brasil e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 4 Comentários.

  1. “Uma gota de chuva caiu de uma nuvem de primavera e, vendo a grande extensão do mar, sentiu vergonha. “Onde está o mar e onde estou eu?”, refletiu. “Comparada com ele, na verdade, eu não existo”. Enquanto se julgava assim, com desdém, uma ostra a tomou em seu regaço e o Destino lhe deu forma em sua trajetória de maneira que uma gota de chuva se converteu, finalmente, em uma famosa pérola real.
    Foi exaltada porque foi humilde. Chamando à porta da extinção, tornou-se existente.”

    (conto sufi – Saadi de Shiraz, Al-Bustan)

  2. Que lindo, Marina – Padre Mário vive a felicidade sem fim…um beijo com muito carinho e uma prece …

  3. Uma gota de chuva caiu de uma nuvem de primavera e, vendo a grande extensão do mar, sentiu vergonha. “Onde está o mar e onde estou eu?”, refletiu. “Comparada com ele, na verdade, eu não existo”. Enquanto se julgava assim, com desdém, uma ostra a tomou em seu regaço e o Destino lhe deu forma em sua trajetória de maneira que uma gota de chuva se converteu, finalmente, em uma famosa pérola real.
    Foi exaltada porque foi humilde. Chamando à porta da extinção, tornou-se existente.
    (Saadi de Shiraz, Al-Bustan)

  4. Joana Balieiro Escoura

    Muito bem colocado, é tudo o que sentimos e nem sempre nos exprimimos.Fez bem ao meu coração.Obrigada

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: