Flores brancas


O mês de outubro passou como um dos mais estranhos da minha vida. Como bem postou minha amiga hoje, “que novembro traga todos os sorrisos que outubro me roubou”. Antes, outubro sempre foi um mês de  alegria somente. Vinha o aniversário da minha irmã, vinha o meu, chegávamos perto do fim do ano, aquele clima de preguiça começava a contagiar, enfeites de natal começam a aparecer, perguntas sobre as férias de verão ficavam mais constantes.

Mas este outubro não. Ele até começou normal, com uma mesa linda de doces e salgados no aniversário da minha irmã, família reunida e tardes de sol ameno.

Porém, veio o dia em que toda minha vida mudou. Um dia cinza, ornado por rosas e lírios brancos regados a uma garoa fina, gelada e infinita. Passei uma noite fora de casa, meio dormindo, meio em claro, tremendo de frio, mas sem conseguir me mover. Foram dois dias tão marcantes que nunca mais serei a mesma. Tantos valores mudaram de lugar em ordem de importância que nem sei mais se sou a mesma.

Nada, em 29 anos de minha vida, teve tanto impacto quanto este outubro estranho.

Veio meu aniversário, estava quieta. Foquei meus dias em entender como seria daqui para frente. As lágrimas foram cessando, mas meus flashes de memória ainda pareciam lâminas contra meu corpo. E foi se passando o outubro, as nuvens se dissipando e um calor enorme tomou conta da cidade. Dia a pós dia, o céu foi acompanhando, estranhamente, o meu humor.

Até que explodiu em temperaturas insanas, me derreteu. E tão rápido como o clima mudou, eu fui mudando também. E ontem, no último dia, vi as bancas de flores repletas de cores, não apenas mais branco. As lágrimas escorriam do meu rosto, mas agora calmas, se misturando ao suor de um dos dias mais quentes do ano.

Assim terminou outubro, incompreensível. Terminou comigo repleta de felicidade, mesmo que a dor continue aqui.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em novembro 1, 2012, em No Brasil e marcado como . Adicione o link aos favoritos. 7 Comentários.

  1. Final de setembro e outubro também são meses significativos para mim – minha mãe, eu e dois irmãos fazemos aniversário – diferente de você, fiz 37 anos… engraçado… o tempo passa… parece ontem, que fazíamos uma única festa para comemorar os três aniversários.

    Esse ano, foi um ano de grandes mudanças para mim e grandes mudanças também machucam e geram algumas cicatrizes… algumas bem profundas.

    Mas, também, abrem novos horizontes e novas posibilidades… 🙂

    Grandes alegrias 2012 me trouxe e não são alegrias passageiras, mas duradouras e, Insha’Allah, eternas.

    Uma delas é a sua amizade, muito cara para mim!

    Allah te abençoe em novembro, dezembro, janeiro,… e todos os meses de sua vida.

  2. Que texto lindo!!! Emocionada aqui ao lê-lo… Tudo de bom pra você, Marina!!!

  3. um texto lindo Marina, espero que os proximos meses sejam muito mais felizes e muito coloridos

  4. Simplesmente sinto exatamente a mesma coisa… Acho que as flores coloridas são bençãos da pessoa especial que tivemos em nossa vida.

  5. Marina, este texto me remete à momentos extamente iguais que passei na minha vida e como é bom saber ver e sentir cada cor do maravilhoso jardim que a vida nos proporciona! Paz e Amor!

  1. Pingback: Seis meses | Egito e Brasil

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: