Sonhos reformulados


Eu entrei nessa história de amor online em 2006. Já faz um bocado de tempo, visto que hoje temos tantas novidades que seis anos parece até um século em termos de comunicação e tecnologia que temos disponível. Mas basicamente, as mesmas ferramentas que eu tinha naquela época, apesar de um pouco mais rudimentares, hoje estão disponíveis ainda, e claro, aperfeiçoadas. Por conta disso, acho que quem embarca neste tipo de relação, tem ferramentas suficientes para saber se está entrando em uma roubada, com a vantagem de hoje em dia ter dezenas de blogs falando sobre esse assunto, até mesmo especificando o país que quer conhecer. Sobre namoro com egípcio, tem vários, aí tem com indianos, paquistaneses, sírios, americanos, holandeses, finlandeses (para quem insiste em vir me escrever que só árabe fica caçando mulher pela internet, vamos abrir um pouco a mente, pessoal).

Mas é claro que surgem dúvidas, medos, aflições. É legal compartilhar, ver exemplos de quem já passou pelo mesmo, porém lembre-se sempre que cada experiência é única, e no fundo do nosso coração, a gente sempre sabe quando estamos correndo riscos. Homens, basicamente, fazem as mesmas coisas no mundo todo. A cultura pode ser diferente, o que ele come, como se veste, a língua, mas coisas básicas são as mesmas. Ou seja, conhecer a família dele, saber qual a renda dele e se realmente tem condições de se casar, verificar se ele não pensa em casar só para sair do país, por aí vai…

Mas por que estou batendo nesta tecla de novo, pela milésima vez? Porque eu recebo dezenas de mensagens todas as semanas com as mesmas perguntas e dúvidas, meninas com o coração apertado por não saber o que fazer, em quem confiar. Eu não posso responder todas as mensagens, principalmente aquelas que pedem ajuda sobre visto ou burocracia, porque eu não trabalho com isso, nem sou especializada e nem sei as respostas, tudo que eu fiz, foi procurando nos órgãos públicos e indo atrás, e acho que todas têm capacidade para o mesmo. Mas quando se trata do lado emocional e cultural, sei que é difícil encontrar amparo. Eu tenho zilhões de posts sobre isso, é só procurar que boa parte das respostas você já encontra. Mas sei que há momentos em que receber uma simples resposta já dá um grande alívio no coração.

Mas, apesar da maioria das histórias que eu conheço não terem tido finais felizes – muitas vezes por razões já bem claras desde o início da relação – eu continuo acreditando na possibilidade desse tipo de amor. Para mim deu certo, para algumas outras também. Casamento é sempre um caminho sinuoso, não importa com quem e onde, e descobrir como atravessar as turbulências é uma arte que independe da cultura ou religião. E eu acho que todo mundo tem direito de tentar sim ser feliz, sair das convenções, tentar uma aventura, desde que ela seja feita com consciência e sem ser ingênua ao quadrado. O mundo é dos espertos, até mesmo no amor. Então, se ame, tenha auto estima (falar que brasileiro não valoriza mulher, que seu habibi é romântico e sério, já é sinal de ingenuidade grau mil), saiba das dificuldades e veja se vale a pena. Senão, tire apenas umas férias para conhecer o país e de quebra sacar como ele é, falar com a família dele (de novo, desculpas esfarrapadas que a família dele não aceita, não cola, ok?) e busque sua felicidade plena, sem se apoiar em sonhos ou ilusões faraônicas, que vai tudo dar certo. E tenha também a firmeza de enxergar quando a coisa não é para você, dar meia volta e voltar linda e cheia de histórias para o Brasil, mesmo que seja sozinha 🙂 .

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em novembro 18, 2012, em No Brasil, No Egito e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. 10 Comentários.

  1. Cabeça nas nuvens… sim, é muito bom estar apaixonada e ter sonhos… é o que impulsiona a vida. Mas, sempre com os pés no chão… pensamento crítico não é algo negativo… significa que você está avaliando a situação e pesando todos os prós e contras… mesmo que você chegue à conclusão que irá arriscar seguir o coração… você chegou a essa conclusão, portanto está pronta para arcar com as consequências: os prós e contras!

    Marina… nem preciso dizer que você sempre escreve na medida certa!

    Beijos e Abraços!

    D.

  2. Oi, Marina. Achei muito esclarecedor seu post de hoje. É um alerta para as mulheres que sonham em desembarcar em terras distantes para encontrar seu “príncipe encantado”. Penso que um dos principais problemas de algumas mulheres é a carência afetiva, e vou explicar por quê. Dizem certos especialistas em dietas para emagrecer que não se deve ir ao supermercado com fome, sob pena de acabar comprando comidas altamente calóricas, que derrubam qualquer regime. O mesmo se passa com os relacionamentos afetivos. Para amar o Outro, temos de, em primeiro lugar, amar a nós mesmos, colocarmo-nos em primeiro lugar. Ter autoestima. Querer o melhor para nós. Controlarmos nossas carências.
    Vejo com espanto e preocupação, em pleno século XXI, relatos de mulheres que se lançam numa aventura no exterior sem falar pelo menos inglês, que é o básico, visto que é uma língua universal. Para que a história de amor não se transforme em um conto de horror, é preciso tomar certos cuidados. Penso que é de fundamental relevância ir cozinhando o romance em banho-maria, dando tempo ao tempo, conhecendo o cara, a família dele, não engolir desculpas esfarrapadas, saber como ele pretende manter uma família (e isso vale para o amor na terra brasilis também). E, enquanto o tempo vai passando, tentar resolutamente aprender a língua do outro, os costumes e a história do país. Fundamental também é se capacitar a fim de arranjar emprego na nova pátria, para não ficar dependente financeiramente do marido, porque aí a relação já estará fadada a morrer no nascedouro.
    Concordo com você a respeito de que os homens, basicamente, fazem as mesmas coisas no mundo todo. Porém, nós, brasileiras, ainda temos em nosso desfavor a má fama veiculada por alguns meios de comunicação (em parte devido à conduta licenciosa de algumas brasileiras, que reforçam esse estereótipo), os quais generalizam e mostram todas as brasileiras como sinônimos de prostitutas.
    A meu ver, você não é regra, mas exceção. Pelo que pude perceber, desde muito novinha sempre se mostrou muito madura, decidida, arrojada, corajosa, mas consciente. Abriu sua mente para o novo, o desconhecido, mas não deixou que o cérebro despencasse. Manteve ambos os pés firmemente plantados no chão.
    No fundo, toda mulher quer ser amada, cuidada, respeitada. Entretanto, príncipes encantados só existem nos contos. O que há de verdadeiro são homens de carne e osso, com seus anseios, suas dúvidas e inseguranças – tal como nós, mulheres. Portanto, para que o “príncipe” não se transforme num sapo, nada como uma boa dose de “simancol”, isto é, aquela sirene de bombardeio que há no íntimo de cada um, que sempre soa, mas à qual, às vezes, insistimos em não dar ouvidos.

    • Cristina e Mony vcs disseram tudo!! Concordo com todas as palavras, virgulas e pontos. Nós mulheres somos muito carentes e caimos feito patinho na conversa romântica e as vezes mesmo sentindo lá no íntimo que tem algo errado, insistimos em continuar…Eu estava me correspondendo com um egípcio de Cairo, que dizia que me amava e queria vir para o Brazil agora em dezembro e então ele sumiu um tempinho e dizia por mensagens vagas que estava trabalhando muito para vir para o Brazil, e então apareceu recentemente dizendo que estava triste porque havia trabalhado muito, mas não tinha conseguido o valor suficiente para vir para o Brazil e precisava de ajuda. Mas ele falava comigo apenas de madrugada e não aparecia mais na cam. Eu desconfiei e comecei a investigar através de amigos dele no facebook. E para a minha surpresa, soube que ele casou-se a 4 semanas atrás. Bom, não preciso esticar a conversa, mas temos que ter muito discernimento nesses casos de internet. Detalhe, ele é 16 anos mais jovem que eu. Eu nunca havia me interessado por um rapaz tão jovem. Mas ele realmente estava me conquistando. Para mim foi bom porque hoje sei muita coisa sobre a cultura e religião dos egípcios. Mas, não é nada legal ser iludida e enganada. Por isso, alerto a todas as mulheres nessa situação a fazerem uma auto-reflexão consigo mesmas e terem a certeza do que vcs querem, se apenas uma aventura ou realmente algo sério? Há vários caminhos para um relacionamento, nós escolhemos.

      • Querida Lia
        você saiu ganhando nessa historia toda,Deus te livrou de grandes problemas
        e voce ganhou muita experiencia com tudo isso
        voce não é a primeira e não será a última,eu conheço historias muitas historias
        de mulheres, algumas felizes e outras tristes.A sua historia se vc parar pra pensar
        acabou com um final feliz pra vc.mesmo que esteja doendo agora com o tempo
        vc. vai entender que o melhor de Deus ainda está por vim na sua vida.
        bjks
        mony

  3. Oá estou namorando um Egypcio a 3 meses, estamos apaixonados. ele mora no Canal de Suez e vou para o Cairo em agosto 2013, ele vai alugar um apartamento para nós por 15 dias que é o tempo que ficarei lá, disse que sou convidada dele e que pagará todas as depesas exceto a passagem. Ele quer casar comigo e talvez morar no Brasil, e hoje falamos nossas idades e fiqei assustada, ele tem 20 anos e eu 50!!!! ele disse não ter problemas com a idade e que mesmoa assim quer casar, mas não falará a minha idade para a famila dele para evitar problemas. Quanto ao casamento no Egyto ele disse que as leis não permitem uma diferença tão grande de idade e que o permitido é no máximo é 20 anos de diferença, achei estranho, Ele me disse que seu quizer ele casa comigo no Brasil e vamos morar no Cairo. O que acha dessa estória ?? Preciso de opinioes po rfavor.

    • Graça, não quero ser uma desmancha-prazeres, mas, no seu caso, a sirene de bombardeio já soou: 1) se ele quer “alugar” um apartamento para vocês, significa que quer sexo casual; 2) quem garante que é ele que vai pagar pelo aluguel (aos 20 anos ele já tem renda para isso?); 3) o relacionamento já começa embasado numa mentira para a família dele; 4) se ele mais tarde quiser filhos, você já estará entrando na menopausa. Há, aí, um descompasso cronobiológico; 5) sugiro que você consulte um advogado especializado em Direito Internacional, a fim de sanar suas dúvidas; 6) em face do exposto, poder-se-ia pensar que eu não acho possível o amor entre pessoas de idades tão diferentes. Mas não acho impossível, apenas tenha cuidado, e boa sorte.

  4. amei esse blog
    ele nos faz entender muitas coisas
    ir hoje ao mundo arabe não é mais tão dificíl como antes e nem tão caro
    acho que tem coisas que valem a pena ir ver de perto
    como um habibi por exemplo,porque voce vai trazer ele pra cá ?
    vai até lá conheça a cultura,a familia e os mistérios !!!
    e depois tire suas conclusões
    quando se esta apaixonado nao escutamos ninguém ,mais aprendam uma coisa
    voce pode estar entrando em uma rua sem saída.
    eu fui, conheci muitas pessoas amei o egito é um país fascinante quero
    voltar em 2013 por que tem muita coisa pra se conhecer
    eu conheci homens naquele lugar assim como conheci em outros
    e como foi dito aqui nesse blog ,MENINAS É A MESMA COISA
    uma coisa eu pude entender através dos depoimentos,muitos desses HOMENS
    se aproveitam da fragilidade emocional do coração que já foi quebrado por outro
    HOMEM,e acabam envolvendo a sua vida e vocês acabam pensando
    que ele é a ultima bolacha do pacote,mais cuidado por que geralmente a
    ultima bolacha vem quebrada. não quero aqui generalizar assim como em qualquer
    lugar do mundo voce vai encontrar pessoas boas e ruins.
    muito cuidado.
    eu fiz uma pesquisa de dois anos antes de ir ao egito
    e acreditem em dois anos conheci pessoas que falavam mentiras e verdades
    ANTES QUE OUTRA PESSOA TE FALE QUE TE AMA
    VOCÊ TEM QUE SE AMAR PRIMEIRO.

    bjks
    mony

  5. Bom dia!
    Marina obrigado pelo seu poste!, estava precisando ler isso, parece que tudo o que você escreveu foi direcionado para mim, mas também sei que temos muitas garotas na mesma situação, espero que um dia eu possa resolver tudo com cuidado, para não ter arrependimentos,. Deus abençoe você e sua família.
    By Angela Maria

  6. Homens árabes em geral “pagam” e MUITO por uma esposa. Então, se o seu habibe vier com a conversinha q não tem grana pra te visitar no Brasil, ou te levar pra onde quer q seja, FUJA, SAIA CORRENDO dessa rela§ão.
    Se ele te ama demais, vai fazer de tudo pra ter vc ao lado dele. Se ele te “ama” mas vc precisa bancar sua passagem, sua hospedagem e tudo mais q vc gastar na terra dele ou COM ele na SUA terra, sinto lhe informar q ele está te usando. Se ele for pobre e não puder bancar nada, diria q em 99% dos casos ele quer usar sua grana, ou seu passaporte, ou algo q ele tenha em vista pra se aproveitar. Claro q existem raridades, homens q são pobres e REALMENTE se apaixonam por alguém de longe e ficam muito tristes em não poder casar com ela, aí sim acho válido vc fazer um esfor§o e bancar tudo, mas lembre sempre de analisar o comportamento do seu habibe. As vezes o único problema é o habibe ser pobre mas infelizmente a maioria tem MUITOS outros problemas.
    Outra coisa, diferen§a de idade MUITO grande, me desculpe mas infelizmente e provavelmente ele está te usando. Cansei de ver casos assim, até entre amigos do meu marido eu tive a infelicidade de presenciar isso.
    Tomem muito cuidado e boa sorte !!!

  7. olá, eu conheci um egípcio a uns 6 meses no Facebook que mora no Cairo… a principio pensei q era um face falso, mas começamos a conversar em inglês (Detalhe: tem bem uns 10 anos q parei o meu curso, mas foi bom voltar a me familiarizar…) e conversas e + conversas ele sempre dizia q em 2013 nós iriamos nos conhecer e voltava ao mesmo ponto: “UM PROVÁVEL IDA MINHA AO CAIRO CONHECER ELE”, mas eu sempre com o pé atrás, mas ele sempre insistindo, dizendo que não é para eu me preocupar com nada, passagem hospedagem nada!!!… confesso que fiquei tentanda com a ideia de ir ao Egito, conhecer uma cultura diferente, pessoas diferentes, costumes… hoje ele também fala na possibilidade de vim passar 07 dias no Brasil agora em Abril, no aniversário dele…ele fala também que é para eu ir morar no Egito, casar com ele…ele tem me pedido para voltar a estudar o inglês…ele também fala em sexo, uma coisa que tem me incomodado pq pelas minhas pesquisas de alguns relatos ele pode está querendo só sexo casual…eu já não sei direito, talvez quando a gente se encontrar pessoalmente e olhar nos olhos, veremos no que vai dá.
    ahhhhh esquecei… eu acho que ele tem boas condições…ele mora no cairo, já vi muitas fotos dele em diversos países da Europa e ele trabalha como diretor executivo na empresa da família dele. Ele tem 26 anos e eu 29… o que tu acha disso tudo?!?!
    a.t.t.
    bjs

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: