As minhas viradas de ano


Perdoem este meu lugar-comum, mas vou falar de fim de ano em pleno 31 de dezembro. Não, viradas de ano não são momentos de grande algazarra para mim, nem de grandes preparações, vou onde o vento me levar quase sempre…

Criada em família católica praticante, nunca acreditei em superstições, como ter de usar lingerie de não sei que cor para ter amor ou dinheiro, ou pular sete ondas, muito menos joguei flor pra Iemanjá, apesar da grande maioria das minhas viradas de ano terem sido na praia. E é o que mais gosto. Pisar na areia, quase sempre com chuva à meia noite, e ver os fogos coloridos. Fazer a contagem regressiva ao lado de gente que mal conheço, e abraçar quem estiver ao meu lado, tudo muito simples. Mas isso tudo é apenas um símbolo de passagem, afinal a gente acorda no dia 1 da mesma forma, com os mesmos problemas e desejos do ano velho. E são nos 365 dias seguintes que você constrói alguma coisa ou pode mudar o rumo da sua vida, não especificamente no que deseja durante a virada das 23:59 para 00:00.

Este ano não estarei na praia, fico chateada, mas não ando nada bem fisicamente – eu tenho muita náusea por conta da gravidez até agora e o cansaço me consome por dentro – que decidi não arriscar horas de trânsito na estrada, seja pra descer (aqui em SP falamos “descer” quando queremos ir para a baixada Santista) ou pra subir depois. Então vou para casa da minha mãe, que prometeu uma moqueca de camarão deliciosa, na companhia dos meus avós maternos que estão por aqui. Tudo muito contido, mas quem sabe alguém lá na Zona Norte não decida estourar uns fogos para eu ver.

Mas aí fui tentando me lembrar de outros anos novos que vivi. Eu sou uma pessoa de memória fraca, não vou lembrar de quase nenhum, até porque é quase sempre a mesma coisa, lá na praia, sem festa nem nada. Ano passado passei sozinha com minha sogra, guarda chuva em punho. Só estávamos em quatro pessoas e ninguém mais quis descer por causa da chuva. Mas eu fazia questão que minha sogra egípcia, que jamais tinha visto uma virada de ano – no Egito não se celebra – conhecesse esta parte do meu mundo.

Então fomos sozinhas, falei pra ela tirar os sapatos, e ficamos descalças na areia molhada até dar a meia noite. Ela ficou encantada, no meio da multidão de branco sumíamos, apesar de sermos as únicas de roupas escuras. Os fogos iluminaram o céu, vi lágrimas em seu olhar, uma pessoa se encantando pelo que temos em nosso país é muito gostoso de presenciar.

Aí lembrei do ano novo que passei em Capetinga, interiorzão de Minas, só com meus avós. A gente foi na praça central, e teve queima de fogos. A mais longa da minha vida, por incrível que pareça. Deve ter sido uma meia hora, mas também, um fogo a cada cinco minutos (piada ahahaha). Mas foi engraçado, foi bom estar com eles.

Então voltei um pouco mais no tempo, para virada de ano mais louca e bizarra da minha vida. De 2006 para 2007. Desta vez eu estava sozinha, completamente. E nem faço ideia de onde estava, provavelmente no meio do Oceano Atlântico. Eles escolherem um horário aleatório e fizeram uma contagem regressiva, que aparecia na tela à minha frente. Um grupo de amigos mais na frente levantou, bateu palmas, fez festa, mas a maioria estava em silêncio, como eu, porém com sorriso no rosto. Aí vieram servindo champanhe, que eu recusei, e como não tinha nada mais sendo servido aquela hora, nem brindar eu pude. Fiquei olhando, botei o fone de ouvido e olhei para o céu, de um azul escuro que me sugava. Estava a caminho do Egito.

Anúncios

Sobre Masr culinária mediterrânea

Encomendas para Zona Oeste e Centro de São Paulo. Outras localidades sob consulta. Como trabalhamos com matéria-prima fresca, o ideal é que pedimos sejam feitos com antecedência.

Publicado em dezembro 31, 2012, em No Egito e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. 14 Comentários.

  1. Linda postagem! Se depender da minha família aqui na zona norte, a meia noite os fogos estão garantidos! Bjos e Feliz Ano Novo!

  2. :))) FELIZ 2013

    Cada um em sua caminhada… caminhos que se cruzam… que se unem… que se separam… mas que no fim tem o mesmo destino.
    Em 2013… dois serão três… o caminho vai ficar mais largo… ou quem sabe mais próximo… mais unido…
    Seja como for… Deus te abençoe em sua caminhada, Marina.

    السلام عليكم

    • obrigada de, vc sempre me comove com seus comentários!!

      • e você então… faz o mundo online parecer pequeno… íntimo… um diálogo a dois.
        em 2013… sua vida estará absorvida em novas, belas e enloquecedoras atribuições… 🙂
        mas… reserve um tempinho para nós… leitoras do seu blog, ok?
        beijos e grata pelas gentis palavras
        D.

  3. Lembrei também desta virada de 2006/2007. Desci a serra. A chuva era forte. Em minha mente um silêncio imenso. Mais uma vez o silêncio de Deus. Eu não sabia nada, não espera nada. Apenas a chuva pesada na estrada.
    Nossas metas e sonhos são construções diárias. O bom disto é que se pode fazer sempre um ano novo.
    E aquele ano novo sozinho nunca foi tão divino e como diz D. O que era dois agora são três. O caminho vai ficar mais largo.
    Seja como for, Deus está abençoando.
    Bem vindo 2013!

  4. Fazia tempo que nao dava uma olhada no teu blog! Amei a postagem, amo o jeito que vc escreve!
    Mesmo que nao tenhamos supertição, desejo que essa nova vidinha dentro de voce te faça a pessoa mais realizada do mundo, e que venham muitas boas transformaçoes na sua vida!

    So por favor, não transforme seu blog num berçario! Amo do jeitinho que ta, e acredito que outras pessoas tb!

    Beijos, maa salama

  5. Marina, independentemente de passarmos as viradas de ano em grande algazarra ou sem grandes preparações, de acreditar ou não em superstições, no fundo, o que todo mundo espera é um novo recomeço, uma nova chance de levantar a cada dia e se reinventar, de tentar ser e fazer o seu melhor possível. E é justamente isso que eu percebo em você, que parece não ter um script pronto, certinho, para viver.
    Uma outra coisa que eu acho bem legal é a maneira como você consegue aproximar pessoas, encurtar distâncias, criar laços entre pessoas que de fato não se conhecem. É uma qualidade rara hoje em dia. Todos torcemos por vocês três, e ficamos ansiosos pela chegada do bebê. Mantenha-nos informados (desde já me considero tia honorária, hehehe).
    Desejo que você e toda a sua família tenham um excelente 2013, com muita saúde, paz e serenidade. Ah, e aproveite bem a moqueca de camarão (só de pensar minha boca já fica aguada)!

  6. Feliz ANo Novo. Ano que vem, você vai ter nos braços a sua filhota e nem vai mais se lembrar dos enjoos.

    Achei lindo o reveillon com a sogra e o ano novo a caminho do Egito…

  7. LelekaR.Feitosa

    Acredito que ver as lágrimas de encantamento de sua sogra, foram um dos maiores marcos de reveillon de sua vida! abrçs e bençãos mil em 2013

  8. PARABÉNS pela gravidez!!!!! Beijo grande!

Deixe um comentário e vamos interagir!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: