Arquivos do Blog

Ramadan 2013 – e o que aconteceu no de 2012


Sei que para a maioria dos meus amigos, é difícil entender o que é ramadan ou o sentido de se jejuar por trinta dias, seja para o que for. Eu gosto sempre de comparar os rituais do Islam às coisas mais próximas da realidade brasileira, assim nada soa tão estranho. Na minha família, muitas pessoas jejuam durante a quaresma, deixando de comer alimentos que gostam muito, e na sexta-feira da paixão alguns ficam só no pão e água. O sentido é o mesmo: autocontrole, reflexão, se colocar no lugar dos outros mais pobres, que não podem se alimentar bem.

Para os muçulmanos, o jejum se estende por trinta dias, uma vez ao ano, em que as pessoas não se alimentam nem bebem nada do nascer ao por do sol. Para mais informações sobre isso, basta dar uma pesquisada na internet que há milhões de artigos, pois hoje quero falar o que o ramadan é pra mim.

Eu estou no oitavo ramadan. Por incrível que pareça, já se passaram tantos anos e cada um foi diferente. No primeiro, em 2006, eu conhecia pouco da religião e achava que dava pra quebrar o jejum com esfiha de calabresa. É, novatos são assim mesmo. Às vezes rezava no banheiro, ou sentada sem véu, achando que podia dar um jeitinho para tudo.

No segundo, já tinha passado pelo Egito e estávamos recém chegados ao Brasil. Foi um ramadan agridoce, é difícil de descrever, a mudança nunca é fácil e ainda estávamos nos adaptando aqui, mas como sempre nosso amor no guiava, então não posso dizer que foi jtriste ou ruim, só foi estranho.

Já tive um ramadan com minha sogra aqui, preparando comidas e indo à mesquita comigo, outros me alimentando correndo ao por do sol para ir à academia, achando que era um ótimo regime – que não funcionou, claro. A maioria deles foi solitário, sem aquele clima festivo, afinal não tenho ramadan com minha família e amigos. É diferente do Natal, em que todas as lojas, propagandas e pessoas estão na mesma sintonia. Tá, tem gente que não gosta, mas eu sempre amei o Natal e o fato da minha família celebrá-lo como manda o figurino, com uma boa ceia, orações e presentes.

Mas mesmo sem a festa toda, como sei que existe no Egito nessa época, eu sempre amei muito poder vivenciar o ramadan. É o meu momento de reflexão, de lidar com minha principal compulsão, que é a comida, e de me colocar no lugar dos que não podem ter acesso a tudo que tenho. Uma das melhores sensações na minha vida é quebrar o jejum, apesar de durante o dia ser muito difícil essa jornada.

No ano passado, vivendo esse meu ramadan comigo mesma, dei uma das minhas raras passadas na mesquita. Um dia fiquei lá a tarde toda, sozinha sentada no meio das almofadas, lendo um livro religioso e pensando na vida. Eu nunca tenho tempo de fazer esse tipo de coisa e é sempre no ramadan que paro e penso que de vez em quando entrar em transe, numa sintonia com Deus ou algo divino – seja lá o que você acredite – nos faz muito bem.

E assim fiquei lá, refletindo as minhas escolhas, atitudes, no que gostaria de melhorar e ser uma pessoa mais bem resolvida e boa. Veio o chamado para oração do meio da tarde e naquela hora eu estava sozinha. Ouvi aquelas palavras tão doces, até hoje não acho que tem coisa mais bonita do que o Alcorão sendo recitado ao vivo. Aí rezei, me abaixei, e com a cabeça no chão me veio a forte sensação de que eu deveria ser mãe. É, eu achei que nunca teria dinheiro ou tempo para ser mãe. Achava minha vida conturbada demais para isso, mas naquele momento, liberta das amarras e pressão do meu cotidiano, eu senti dentro de mim uma necessidade que me devorava de ser simplesmente mãe.

Aí, voltando ao meu comportamento normal, ou seja, impulsivo de sempre, passei naquele dia mesmo a fazer uma pesquisa com as mães que encontrei depois, começando ali na mesquita, na quebra do jejum. “O que você acha de ser mãe?”, perguntava, afirmando que eu estava fazendo uma enquete para saber se eu deveria engravidar. Como se esse tipo de decisão fosse se basear numa pesquisa de campo, e não na certeza que já estava ali comigo, desde aquela oração.

Chegando em casa, falei para o marido que tinha decidido ser mãe. E ele embarcou na minha ideia no mesmo segundo.

Agora, neste ramadan de 2013, provavelmente não vou jejuar. Mas tenho comigo a prova de que as reflexões durante esse período são poderosas.

Anúncios

Ramadan Karim! 22-08-2009


Sem Título-2

Calendário do Ramadã 2009


Já se aproxima o mês sagrado do Ramadã no Brasil. Segundo as fontes oficiais até agora, começará no dia 22/08 no Brasil. Para quem não conhece, o calendário está abaixo. O horário em vermelho é quando você deve parar de se alimentar e beber. O verde é quando você pode quebrar seu jejum de noite.

Calendário do Mês Sagrado de Ramadan 1430/ 2009

Cidade: São Paulo


Dia

Data

Absbtinência

Shuruq

Zuhr

Asr

Maghrib

Ishaa’

ra
ma

dan

Imsak

Fajr

Nascer do sol

eio-Dia

Tarde

Sol Poente

Noite

01

22/08

05:05

05:10

06:26

12:10

15:27

17:53

19:05

02

23/08

05:05

05:10

06:25

12:10

15:27

17:53

19:05

03

24/08

05:04

05:09

06:24

12:09

15:27

17:54

19:05

04

25/08

05:03

05:08

06:23

12:09

15:27

17:54

19:06

05

26/08

05:03

05:08

06:23

12:09

15:27

17:54

19:06

06

27/08

05:01

05:06

06:21

12:08

15:27

17:55

19:06

07

28/08

05:00

05:05

06:20

12:08

15:27

17:55

19:06

08

29/08

05:00

05:05

06:19

12:08

15:27

17:55

19:07

09

30/08

04:59

05:04

06:19

12:08

15:27

17:56

19:07

10

31/08

04:58

05:03

06:18

12:07

15:27

17:56

19:07

11

01/09

04:57

05:02

06:17

12:07

15:27

17:56

19:08

12

02/09

04:56

05:01

06:16

12:07

15:27

17:57

19:08

13

03/09

04:55

05:00

06:15

12:06

15:27

17:57

19:08

14

04/09

04:54

04:59

06:14

12:06

15:27

17:57

19:08

15

05/09

04:53

04:58

06:13

12:06

15:27

17:58

19:09

16

06/09

04:52

04:57

06:12

12:05

15:27

17:58

19:09

17

07/09

04:51

04:56

06:11

12:05

15:27

17:58

19:09

18

08/09

04:50

04:55

06:10

12:05

15:27

17:59

19:10

19

09/09

04:49

04:54

06:09

12:04

15:27

17:59

19:10

20

10/09

04:48

04:53

06:08

12:04

15:27

17:59

19:10

21

11/09

04:47

04:52

06:07

12:04

15:27

18:00

19:10

22

12/09

04:46

04:51

06:06

12:03

15:27

18:00

19:11

23

13/09

04:45

04:50

06:05

12:03

15:27

18:00

19:11

24

14/09

04:44

04:49

06:04

12:02

15:27

18:01

19:11

25

15/09

04:43

04:48

06:03

12:02

15:26

18:01

19:12

26

16/09

04:42

04:47

06:02

12:02

15:26

18:01

19:12

27

17/09

04:42

04:47

06:01

12:02

15:26

18:01

19:12

28

18/09

04:40

04:45

06:00

12:01

15:26

18:02

19:13

29

19/09

04:40

04:45

05:59

12:01

15:26

18:02

19:13

30

20/09

04:39

04:44

05:58

12:00

15:26

18:02

19:13


Para certificar o começo e o termino do Ramadan, cada Muçulmano deve contatar sua mesquita ou entidade Islâmica local!

Fonte: http://www.religiaodedeus.net/Ramadan_1429.htm

%d blogueiros gostam disto: